Rádio Boa Nova - de Oliveira do Hospital para todo o mundo


Associação Desportiva Nogueirense reúne em Assembleia Geral

Este sábado, 4 de julho, realiza-se a Assembleia Geral da Associação Desportiva Nogueirense na sua sede social, em Nogueira do Cravo


Com início às 21h30, a Assembleia Geral tem como ordem de trabalhos: a apresentação, discussão e aprovação das contas de gerência relativas à época finda; Eleição dos novos corpos sociais e outros assuntos do interesse da coletividade.

A Associação desportiva Nogueirense militou, na época passada, com a sua equipa senior no campeonato nacional de seniores. Apesar de disputar a fase da subida, a equipa de Oliveira do Hospital ficou-se pela manutenção naquela competição. A atividade da ADN não se esgota na equipa senior. A Associação Desportiva desenvolve também um importante trabalho ao nível da formação, chamando a si pequenos atletas do concelho e da região.

IPSS de Santo António do Alva organiza “Mercado do… Vale tudo” para angariar fundos

É com o objetivo de angariar fundos que a Associação Progressiva de Santo António do Alva, no concelho de Oliveira do Hospital realiza, domingo, dia 5 de julho, o “Mercado do Vale Tudo…”. A organização espera uma boa adesão à iniciativa que, embora estando muito em voga em grandes centros urbanos, é inédita no concelho.

               

Inspirado nos mercados de trocas europeus, o “Mercado do… Vale Tudo” que vai decorrer entre as 09h30 e as 18h00, no Parque Francisco Saraiva dos Santos, possibilita a venda e troca de produtos vários, como sejam livros, roupa usada, velharias, brinquedos e colecionismo. É também aberta aos produtores locais que ali queiram vender os seus produtos vindos da terra como frutas ou legumes, mel e outros.

 A dois dias do certame, a Associação Progressiva de Santo António do Alva não esconde as elevadas expectativas em torno do “Mercado do … Vale Tudo”. Vice-presidente da IPSS, Patrícia Moreirinhas acredita numa boa participação da população na iniciativa, certa porém de que possa haver alguma resistência por se tratar de um conceito de mercado que não é do conhecimento geral da população.     

O “Mercado do … Vale Tudo” é apenas mais uma iniciativa organizada pela Associação Progressiva, com o objetivo de angariar fundos para a instituição. Localizada em Santo António do Alva, a IPSS presta apoio social a idosos nas valências de Centro de Dia (com 20 utentes) e de apoio domiciliário (com 15 utentes). Destaca-se, de igual modo no domínio cultural, tendo em atividade um rancho folclórico e uma tuna, e no domínio desportivo, com a dinamização de atividades várias.

A funcionar desde 1966, a Associação Progressiva de Santo António do Alva é “cada vez mais necessária” pelo apoio que presta a uma população “muito envelhecida, que precisa de todos os cuidados ao nível dos cuidados primários”. Patrícia Moreirinhas refere, por isso, que “todo o apoio é necessário” porque “o objetivo é ir mais longe a desenvolver novos projetos na área da solidariedade”.

45º Rali Rainha Santa realiza-se este sábado com passagem por Oliveira do Hospital

Amanhã, 4 de julho, realiza-se o 45º Rali Rainha Santa, uma prova de regularidade histórica que pontua para o Campeonato Nacional de Regularidade Histórica, organizada pelo Clube Automóvel do Centro.

 

A partida será dada na Praça Heróis do Ultramar, em Coimbra, sendo que a prova terá um percurso total de 330km’s, 220km’s dos quais serão em regularidade.

Tal como em anos anteriores, o Rali Rainha Santa tem passagem prevista por Oliveira do Hospital, com provas a partir das 13h30 em Avô, Ponte das Três Entradas, Casa do Frangos e S. Sebastião da Feira. A chegada à cidade de Oliveira do Hospital está prevista para as 14h00, no parque de estacionamento da Câmara Municipal que amanhã se vai encontrar fechado até às 17h00 para uso exclusivo do Rali. A partir das 15h56, as provas retomam em S.Gião, seguindo-se em Alvôco de Várzeas e Aldeia das Dez. O Rali tem prevista a atribuição de prémios, bem como  o Troféu à melhor equipa exclusivamente feminina e Troféu para o melhor Team.

  

A partir de hoje há “Cinema ao Ar Livre” em Oliveira do Hospital

Arranca esta sexta-feira, 3 de julho, em Oliveira do Hospital o “Ciclo de Cinema ao Ar Livre” dedicado ao cinema português e animação. A iniciativa vai ter lugar no Largo Ribeiro do Amaral  que, todas as sextas feiras, a partir das 21h30 se vai transformar em sala de cinema.


De acesso gratuito, a primeira sessão conta hoje com a exibição de “Abelha Maia – O Filme”. A comédia/aventura “A Bandeira dos Piratas” será exibido no dia 10 de julho. Segue-se “Os Gatos não Têm Vertigens”, filme português do realizador António-Pedro Vasconcelos, com exibição marcada para 17 de julho. Na semana seguinte, 24 de julho, regressa o cinema de animação com “Big Hero 6: Os Novos Heróis” e na última sexta-feira do mês de julho, dia 31, será exibida a comédia portuguesa “Ruas Rivais”, realização de Márcio Loureiro com Rui Unas e João Manzarra entre o elenco.

Em agosto continuarão as exibições de cinema ao ar livre que arrancam no dia 14 com a exibição do romance português “Sei Lá” do realizador Joaquim Leitão. As duas últimas exibições no mês de agosto, dias 21 e 28 serão dedicadas aos filmes de animação, direcionados para os mais pequenos e para as suas famílias que poderão assistir a “Carteiro Paulo – O Filme” e “Os Monstros das Caixas” na tela colocada no Largo Ribeiro do Amaral.

O Ciclo de Cinema Português e Animação Ao Ar Livre tem sido uma das ofertas proporcionadas pela Câmara Municipal, através do seu pelouro da Cultura, que proporciona aos amantes do cinema nacional e aos aficionados pelos filmes de animação, nomeadamente o público infanto-juvenil, a oportunidade de assistir, de forma gratuita, a mais um ciclo de cinema ao ar livre, em formato DVD. 

Praia fluvial de Avô renova estatuto de “praia acessível”

 Na praia fluvial de Avô foi hasteada a bandeira Praia Acessível, estatuto que a Ilha do Picoto tem renovado nos últimos anos, fruto de intervenções na melhoria do acesso à praia por parte dos utilizadores com mobilidade condicionada.  Foi igualmente hasteada a Bandeira da Rede de Praias Fluviais das Aldeias do Xisto, fruto da integração da Rede das Aldeias do Xisto e no âmbito da qual foram realizadas algumas intervenções de requalificação, em 2012.


O galardão “Praia Acessível” é atribuído no âmbito do projeto “Praia Acessível, Praia para todos” que visa galardoar as praias que reúnam as condições que permitam o seu uso por todas as pessoas, sem que se ponha em causa a idade e as dificuldades de locomoção ou mobilidade.

Apraia fluvial na Ilha do Picoto, cumpre diversos critérios obrigatórios para que possa ser considerada acessível como: acesso pedonal fácil e estacionamento ordenado com lugares reservados; acesso pedonal, através de percurso acessível, até à zona de banhos de sol e o mais próximo possível da zona de banhos (passadeiras e rampas); passadeiras sobre o areal; instalações sanitárias adaptadas e em local de fácil acesso; existência de nadador salvador e garantir acesso ao serviço de primeiros socorros.

Para a presidente da Junta de Freguesia de Avô, Vanessa Fernandes, este é um galardão “com grande importância porque confirma que a praia garante o acesso a todo o tipo de pessoas, nomeadamente as que têm mobilidade condicionada”.

José Francisco Rolo, vice-presidente da Câmara e vereador do ambiente adianta que “em Oliveira do Hospital tem havido um visível investimento na criação de oferta turística, basta comparar e avaliar a evolução dos últimos anos. Há mais e melhor oferta turística, também em termos de praias fluviais e zonas balneares”, assinala.

Em Avô foi ainda criado “um novo e amplo espaço de estacionamento automóvel que vem ordenar a circulação na vila de Avô, e aumentar as condições de atração da própria praia fluvial”. Um investimento na “melhoria destas estruturas” que o responsável assegura que vai ser continuado “pois têm um elevado potencial turístico”.

O concelho de Oliveira do Hospital possui, entre outras zonas balneares, duas praias fluviais designadas – Avô e Alvoco das Várzeas – sendo que esta última, foi reconhecida, pelo segundo ano consecutivo, com a Bandeira Azul. Além deste importante galardão, no dia 28 de junho, foram hasteadas a Bandeira Praia Acessível e a Bandeira da Rede de Praias Fluviais das Aldeias do Xisto.

Marchas Populares de Nelas desfilam nas Caldas da Felgueira

 As quatro marchas populares - Paço e Rossio, Canas de Senhorim, e Bairro da Igreja e Cimo do Povo- que animaram o concelho de Nelas no mês dos Santos Populares, vão amanhã desfilar pelas ruas das Caldas da Felgueira, acompanhadas pela Banda Filarmónica de Carvalhal Redondo e de Vilar Seco, culminando com dança/coreografia junto ao Balneário das Termas. Este é o último evento do programa “Junho em Festa”.

 

A Animação de Verão a decorrer nas Caldas da Felgueira, continua no domingo, dia 5 pelas 17h00, com a inauguração da Exposição de Pintura de António Dias, no dia 11 com um Encontro Etnográfico, pelo Grupo Cultural e Recreativo da Casa do Povo de Ervedal, dia 17, pelas 21h, inaugura a Exposição de Pintura de Nelson Santos na sede da A.C.R. das Caldas da Felgueira e no dia 25, pelas 21h00, é apresentada a iniciativa "Ao Encontro da Música", no Polidesportivo da localidade.

Seia promove nova campanha de recolha de livros escolares

Pelo quinto ano consecutivo, o município de Seia, em cooperação com a Rede de Bibliotecas Escolares e os Agrupamentos de Escolas do concelho, promove uma campanha de recolha de livros escolares para o ano letivo 2015/2016.

 

A campanha tem em vista a angariação de manuais em vigor, essencialmente, para os alunos do 2º e 3ºciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário. Para o efeito, a comunidade é chamada a colaborar e participar. A entrega dos manuais está concentrada na Biblioteca Municipal de Seia.

 

Através desta iniciativa, o município senense visa melhorar “os rendimentos familiares, por via de uma prática de racionalização e reaproveitamento de recursos, contribuindo, igualmente, para a preservação do ambiente, através de uma minimização do desperdício”.

Lembra o município que “usar e reutilizar Manuais só será possível com a colaboração e participação de todos” pelo que qualquer pessoa interessada em doar ou receber livros escolares poderá entrar em contacto diretamente com a Biblioteca Municipal e o Serviço de Ação Social e Saúde.

Ministério Público pede levantamento de imunidade do deputado do PS Rui Duarte

A Comarca de Coimbra enviou para a Assembleia da República um pedido de levantamento da imunidade parlamentar do deputado do PS Rui Duarte, que o Ministério Público quer constituir como arguido pelo crime continuado de falsificação de documentos.


“Segundo o Ministério Público existem indícios da prática por Rui Pedro Gonçalves Duarte de um crime continuado de falsificação, previsto e punido pelos artigos 30, nº2 e 256, nº 1, alíneas c), d) e e), ambos do Código Penal”,no documento de pedido de levantamento de imunidade parlamentar enviado ao parlamento, a que a Lusa teve acesso. A alínea c) do número 1 do artigo 256 refere-se especificamente a “abusar da assinatura de outra pessoa para falsificar ou contrafazer o documento”. Todo o artigo 256 refere-se a falsificação de documentos e o artigo 30 estabelece a definição de crime continuado.

“Pretende agora o Ministério Público proceder à constituição e interrogatório como arguido de Rui Pedro Gonçalves Duarte”, lê-se na carta enviada ao parlamento, que tem o carimbo de entrada na Assembleia de dia 1 de julho.

Em 2014, a antiga coordenadora da secção do PS da Sé Nova, de Coimbra, Cristina Martins, levou um caso de alegados falsos militantes do PS ao Departamento de Investigação e Ação Penal de Coimbra (DIAP), tendo divulgado o assunto na comunicação social. Cristina Martins chegou a receber, na altura, ordem de expulsão do partido.

Em causa, estão inscrições de militantes em 2011 com “moradas que não existem”, “moradas erradas” e “duplas filiações”, entre outros casos, referiu Cristina Martins, mostrando, numa conferência de imprensa em junho de 2014, as fichas de cerca de 50 militantes assinadas por Pedro Coimbra, como vice-presidente da federação, “quando não existia esse cargo”, e como proponentes Pedro Coimbra, que é atualmente o presidente da distrital, e por Rui Duarte, presidente da concelhia do PS.

Com: lusa.pt

"Mercado do... Vale Tudo" acontece pela primeira vez em Santo António do Alva

Domingo, 5 de julho, é dia de “Mercado do... Vale Tudo…” em Santo António do Alva,

no Parque Francisco Saraiva dos Santos, concelho de Oliveira do Hospital.

 

O objetivo deste mercado promovido pela Associação Progressiva de Santo António do Alva é de, por um lado, angariar fundos para a IPSS e, por outro, permitir que as pessoas possam ali vender e trocar produtos que têm em casa que já não usam, como sejam livros, roupa usada, velharias, brinquedos e colecionismo.

A iniciativa que vai decorrer entre as 09h30 e as 18h00 é, igualmente, aberta a  pequenos produtores que queiram ali vender os seus produtos, como cerejas, batatas, cebolas, alfaces, doces e mel. Estão previstas algumas surpresas ao longo da tarde.

Esta iniciativa é inspirada nos mercados de trocas europeus muito em voga e que começam agora a dar os primeiros passos no país, sendo inédito no  concelho.

A organização garante que será uma tarde bem passada nas margens do rio alva, onde poderão desfrutar do rio, do Parque e dos petiscos no bar.

Paulo Campos não se recandidata e dedica-se ao desenvolvimento da sua região

O ex-secretário de Estado, Paulo Campos, com ligações a Oliveira do Hospital,  afirmou hoje que não se recandidatará a deputado pelo PS por motivos "profissionais". Elogiou fortemente Ferro Rodrigues e José Sócrates e criticou "abusos dos poderes" executivo ou judicial.

 

"Depois de quatro anos na Assembleia da República a servir a causa pública”, Paulo Campos disse à agência Lusa que irá retomar a vida profissional no fim da legislatura. Entre outros trabalhos, o ex secretário de Estados das Obras Públicas dos dois executivos de José Sócrates irá dedicar-se à execução de projetos que promovem o desenvolvimento da região de onde é natural, “o interior-centro do país".

Nas últimas eleições legislativas, em junho de 2011, Paulo Campos, filho do dirigente histórico socialista António Campos, foi cabeça de lista pelo PS no círculo eleitoral da Guarda.

Em relação ao seu percurso político desde 2005, Paulo Campos destacou o ex-primeiro-ministro José Sócrates e o atual presidente do Grupo Parlamentar do PS, Ferro Rodrigues.

Sobre a atual situação política, Paulo Campos mostra-se preocupado com “os abusos de poder, quer sejam abusos dos mais fortes, abusos do poder executivo, do poder judicial ou de qualquer outro". Entende que o PS, “como sempre o fez, deve ser o partido que está na primeira linha do combate a esses abusos”.

 

Santa Casa da Misericórdia de Galizes prepara inauguração do novo lar

A Casa de Nª Srª da Visitação, da Santa Casa da Misericórdia de Galizes está em funcionamento há mais de um mês e deverá ser inaugurado neste mês de julho. No ato inaugural é esperado o ministro da Solidariedade, Trabalho e da Segurança Social, Pedro Mota Soares.


Unidade de referência na área da deficiência, a Santa Casa da Misericórdia de Galizes cumpre por estes dias o sonho de melhorar o apoio que presta aos seus utentes provenientes de vários pontos do país. A funcionar no complexo S. João de Deus, em Galizes, a Santa Casa da Misericórdia de Galizes lançou mãos à obra e tem já em atividade um novo e moderno espaço, com valência de lar (36 utentes), Centro de Atividades Ocupacionais (20 utentes) e uma residência autónoma (5 utentes). Com a acordos aprovados para uma ocupação superior a 80 por cento, a instituição tem já em funcionamento as valências de lar e de CAO. Por falta de acordos, a residência autónoma não entrou ainda em funcionamento. Para além de melhorar o apoio prestado, a Santa Casa da Misericórdia de Galizes vê ampliada a resposta que presta, mantendo em funcionamento a Casa S. João de Deus, com 42 utentes em lar residencial.

A representar um investimento de mais de dois milhões de Euros, a Casa de Nª Srª da Visitação aguarda agora pelo momento inaugural. Bruno Miranda, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Galizes adiantou à Rádio Boa Nova que tal deverá acontecer na segunda semana de julho, segundo indicação do governo que se fará representar, através do ministro Pedro Mota Soares.

 A deixar marca positiva pelo serviço que presta, a Santa Casa da Misericórdia de Galizes foi no passado fim de semana a instituição escolhida, a nível distrital, para acolher o Conselho Distrital da União das Misericórdias Portuguesas. No encontro que decorreu no salão da Irmandade e do qual fez parte o almoço e visita ao novo lar, participaram os responsáveis /provedores por 21 misericórdias do distrito. Em cima da mesa esteve a discussão do modelo dos novos projetos de Compromissos (Estatutos) destas instituições. Para Bruno Miranda, provedor, “foi um privilégio”.

Última Hora: Explosão em oficina automóvel causa um ferido grave e um ligeiro em Arganil (atualizada)

Esta manhã, pelas 10h26, ocorreu uma explosão numa oficina automóvel, em Sarzedo, no concelho de Arganil, da qual resultou um ferido grave e um ligeiro.

 

Os bombeiros de Arganil asseguraram o socorro, com 12 elementos  e cinco viaturas.. O helicóptero do INEM também foi chamado a prestar auxílio à vítima em estado grave, que seguiu para uma unidade hospitalar de queimados. O ferido ligeiro foi assistido no Centro de Saúde local.

De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra, o acidente ocorreu quando dois homens procediam a trabalhos numa fossa.

Assembleia Municipal de Seia aprovou primeira revisão do PDM

A primeira revisão ao Plano Diretor Municipal (PDM) de Seia, em vigor desde 24 de julho de 1997, foi aprovada pela Assembleia Municipal, com 33 votos a favor, com uma votação expressiva da maioria dos Presidentes das Juntas de Freguesia, duas abstenções e três votos contra, da coligação PSD/CDS-PP.


De entre as principais alterações ao PDM, até então em vigor, denota-se uma ligeira redução de cerca de 6% dos perímetros urbanos, opção que “assume a importância dada à proteção e valorização do património cultural, enquanto fator determinante de desenvolvimento cultural e turístico”.

No seu site de internet, a autarquia informa que se “trata de um novo plano que define um novo modelo de ordenamento”. O Plano “combina a proteção dos recursos naturais e a sustentabilidade ambiental, com valorização económica”. Do ponto de vista do desenvolvimento urbano assume-se a reabilitação urbana como o principal processo de transformação urbana a dinamizar.

No entendimento do Presidente da Câmara Municipal de Seia, Filipe Camelo, “esta primeira revisão do PDM é um importante contributo para o desenvolvimento do concelho, assumindo uma perspetiva equilibrada e realista sobre os principais desafios de desenvolvimento que ao PDM cabe enquadrar, não deixando de explorar as possibilidades de valorização dos recursos territoriais que estão ao nosso dispor para o desenvolvimento da comunidade, numa perspetiva de crescimento económico e de sustentabilidade”. O autarca destaca a necessidade de relançar um processo de desenvolvimento territorial realista e equilibrado”, mas “também transformador e ambicioso na resolução de problemas estruturais do nosso território (incêndios, abandono populacional de áreas urbanas, degradação/ruína do parque edificado, desvalorização dos setores da agricultura e floresta)”.

Detidos suspeitos de homicídio na Figueira da Foz

A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois homens, de 22 e 57 anos, o mais velho com antecedentes criminais, suspeitos do homicídio de um homem de 67 anos, no sábado, na Figueira da Foz.


Em declarações à agência Lusa, fonte da Diretoria do Centro da PJ afirmou que o crime ocorreu "num quadro de vingança" face a desentendimentos anteriores entre o suspeito mais velho e a vítima, que foi esfaqueada até à morte.

 

Os dois homens surpreenderam e atacaram a vítima, na residência desta, "desferindo-lhe diversos golpes, em várias zonas do corpo, que lhe provocaram a morte".

O crime ocorreu ao final do dia de sábado na povoação de Serra de Castros, freguesia de Maiorca, onde a vítima residia. O homem tinha mobilidade condicionada por ter sofrido um acidente vascular cerebral há uns anos. Os suspeitos, que estão indiciados por homicídio qualificado, foram detidos cerca de 72 horas depois, na terça-feira, na zona de Coimbra.

De acordo com a fonte da PJ, os dois homens, ambos sem profissão, não possuem "residência ou raízes" na zona de Coimbra, sendo o mais velho oriundo da região norte e o mais novo da zona sul do país. O suspeito mais novo terá acompanhado o mais velho "por solidariedade", indicou. A fonte adiantou que o suspeito mais velho possui antecedentes criminais por homicídio, tendo cumprido uma pena de 22 anos e foi libertado da cadeia há cerca de um ano. 

Guia facilita integração de imigrantes em Góis

 A ADIBER, com o apoio do Alto Comissariado para as Migrações (ACM) através do FEINPT (Fundo Europeu para a Integração de Nacionais de Países Terceiros) encontra-se a desenvolver o Projecto “Capacitar para Integrar”, o qual tem como objectivo dotar as organizações locais de competências e condições facilitadoras da integração dos membros da comunidade estrangeira que escolhem o Concelho de Góis para se fixarem.


Da parceria faz parte um vasto conjunto de Entidades e Organismos públicos e privados do Concelho de Góis, possibilitando a elaboração do Guia para a Integração, um instrumento em formato digital que pretende ser informativo e orientador com o objectivo de proporcionar a inclusão plena da comunidade estrangeira, aproximando-a e melhorando o relacionamento com os Organismos locais.

A divulgação deste documento decorreu durante o Seminário de encerramento do referido projecto subordinado ao tema “Acolhimento e Integração: Mecanismos de Actuação”, o qual discutiu diversas questões em torno desta temática.

Para Miguel Ventura, presidente da ADIBER, os imigrantes devem ser encarados como um importante recurso para estes territórios. Maria de Lurdes Castanheira, presidente da Câmara de Góis entende que o Projecto é fundamental para reforçar a imagem de Góis como um território mais igualitário, mais justo e mais inclusivo, onde todos os residentes, nacionais ou estrangeiros, devem ser envolvidos e responsabilizados pelo seu desenvolvimento, já que num mundo globalizado todos são necessários.

Incêndios: Oliveira do Hospital está a “postos” para a fase Charlie que hoje começa

Hoje, dia 1 de julho, arranca a fase Charlie, a mais crítica em matéria de incêndios, que se prolonga até 30 de setembro. No concelho de Oliveira do Hospital, o dispositivo está a “postos” contando com mais de uma dezena de equipas das diferentes forças envolvidas (bombeiros, sapadores, GNR e proteção civil) e mais de meia centena de operacionais, a que se juntam os elementos voluntários das corporações de bombeiros de Oliveira do Hospital e Lagares da Beira.



No arranque desta fase, considerada a mais crítica, José Carlos Marques, responsável pela proteção civil municipal, apela, sobretudo, à população para que evite os comportamentos de risco, nomeadamente a realização de queimas e queimadas e outras práticas negligentes, e que na maioria dos casos estão na origem de fogos florestais.

Ao mesmo tempo que assegura a operacionalidade do dispositivo municipal, José Carlos Marques sublinha a importância da “proteção” individual de quem enfrenta as chamas, bem como dos cidadoas que sejam surpreendidos pelo fogo. O objetivo é chegar ao final da época crítica com saldo “zero” quer em feridos, quer em vítimas mortais. “Em primeiro lugar a segurança, em segundo lugar a segurança e em terceiro lugar a segurança”, disse em entrevista na Rádio Boa Nova.  

               

José Carlos Marques em entrevista na Rádio Boa Nova (em direto no noticiário das 12h00)

 

Prevenar já é gratuita nos centros de saúde portugueses

Os centros de saúde portugueses já receberam a vacina gratuita mas estão a tentar evitar uma enchente nos primeiros dias.


A vacina Prevenar estará, a partir de hoje, disponível gratuitamente nos centros de saúde, para todas as crianças nascidas desde 1 de janeiro de 2015, uma vez que foi integrada no Programa Nacional de Vacinação.

Contudo, e para evitar enchentes nos primeiros dias, a Direção-Geral de Saúde 8DGS) recomenda que os pais agendem a vacinação previamente ou esperem pelas consultas de vigilância

 

País: Fase mais crítica começa hoje com menos 4 Kamov

A época crítica em incêndios florestais começa hoje com um reforço dos meios de combate, mas com menos quatro helicópteros pesados do que inicialmente previsto.

 

Durante a fase "Charlie" de combate a incêndios florestais, que se prolonga até 30 de setembro, vão estar operacionais 2.234 equipas das diferentes forças envolvidas, 9.721 operacionais e 2.050 veículos, além dos 236 postos de vigia da responsabilidade da GNR, segundo o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF).

O DECIF estabelece também 49 meios aéreos, mas a fase crítica em fogos arranca com 45, não contando o dispositivo com os quatro helicópteros Kamov da frota do Estado que estão inoperacionais. Dos cinco Kamov previstos para integrar o DECIF deste ano, apenas um está operacional, contando a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) reparar duas das aeronaves durante o mês de julho, mas não garante a entrada das outras duas no dispositivo deste ano.

Sobre o início da fase "Charlie", o comandante operacional nacional, José Manuel Moura, afirmou que não se regista "qualquer constrangimento" ao nível do dispositivo terrestre, existindo "o constrangimento ao nível dos meios aéreos pesados, que tem a ver com os quatro kamov". O dispositivo de combates a incêndios florestais, orçado este ano em cerca de 80 milhões de euros, é idêntico ao de 2014, sendo reforçado com 17 equipas nos corpos de bombeiros.

O último relatório provisório do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) indica que a área ardida e o número de fogos mais do que duplicaram este ano em relação a 2014. Segundo o ICNF, registaram-se, entre 01 de janeiro e 15 de junho, 6.113 ocorrências de fogo, mais 3.578 do que no mesmo período de 2014. O relatório adianta que os 6.113 incêndios resultaram em 14.971 hectares de área ardida, mais 9.446 do que no mesmo período de 2014, quando as chamas consumiram 5.525 hectares. A ANPC indicou, na terça-feira, que durante a fase "Bravo" de combate a incêndios florestais, que decorreu entre 15 de maio e 30 de junho, ocorreram 3.355 ocorrências de fogo, o maior número dos últimos 12 anos.

Com:noticiasaominuto.com

 

Comunidade estrangeira preocupada com eucaliptal em Oliveira do Hospital

O alastramento desordenado da plantação de eucaliptos no concelho de Oliveira do Hospital foi uma das preocupações manifestadas pelos participantes no IV Fórum das Comunidades realizado ontem no âmbito do projeto “Oliveira do Hospital, A Friendly Municipality”.  

 

Dedicado ao tema “Cidadania” o encontro, que integrou a programação da V Iniciativa Competências para o Desenvolvimento, reuniu vários residentes no concelho de Oliveira do Hospital, de diferentes nacionalidades. Aqui têm apostado em turismo residencial e instalação de unidades de alojamento turísticas por considerarem este território um verdadeiro “paraíso ambiental”, rico em biodiversidade, sendo que agora assistem preocupados a este risco de destruição da paisagem, da floresta e dos rios por via de um decreto-lei de 2013 que facilita a plantação de eucaliptos.

 Uma questão que “também preocupa a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que tem vindo a diligenciar ações junto do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), responsável pela aprovação dos projetos de arborização e rearborização, com quem já reuniu denunciando todas as situações conhecidas, aguardando alterações às más práticas que foram denunciadas e mais cuidados na aprovação de projetos de reflorestação”.

No IV Fórum das Comunidades foram abordadas várias temas de interesse para os membros das comunidades residentes no concelho de Oliveira do Hospital, nomeadamente questões relacionadas com a propriedade e a implementação do cadastro predial, sendo que a ordem de trabalhos terá continuidade no próximo dia 7 de junho.          

Pioneiro nos objetivos que preconiza e como é concretizado, “Oliveira do Hospital, A Friendly Municipality” tem obtido o reconhecimento público por parte de diferentes organismos nacionais e tem sido apresentado como modelo de boas práticas no acolhimento e acompanhamento de pessoas de outras nacionalidades que escolhem o concelho para residir. De acordo com José Francisco Rolo, vice-presidente da Câmara, vários municípios têm questionado sobre o funcionamento e utilidade deste encontro.

 Afirmar Oliveira do Hospital como um concelho amigo das comunidades estrangeiras e como um espaço de tolerância e multiculturalidade é um dos objetivos deste projeto - “Oliveira do Hospital, A Friendly Municipality” - que o Município candidatou ao galardão “Prémios Município do Ano Portugal 2015” promovido pela Universidade do Minho (Braga). Neste momento, Oliveira do Hospital é um dos 36 municípios finalistas.

Fogo de Mangualde consumiu 300 hectares

Trezentos hectares ardidos e diversos prejuízos materiais foram o resultado do incêndio que deflagrou na segunda-feira no concelho de Mangualde e que foi extinto hoje de madrugada, disse o presidente da Câmara local.


O autarca João Azevedo disse hoje à agência Lusa que estes prejuízos materiais incidiram sobretudo em explorações agrícolas e florestais e ainda em casas de apoio agrícola e uma casa de férias. Adiantou que se tratou de “um incêndio complicado, que andou junto de casas, mas que começou a ceder ao trabalho de combate por volta da uma da manhã".

João Azevedo prevê que este seja um verão complicado naquilo que respeita aos incêndios florestais, mas disse que a existência de briefings semanais com todas as autoridades com responsabilidades pretende exatamente diminuir a frequência e perigosidade de eventuais fogos.

 

Lucinda Maria lançou novo livro de poesia "Divagando..."

"Divagando..." é o novo livro de poesia de Lucinda Maria, autora do concelho de Oliveira do Hospital. A sessão de lançamento aconteceu, na tarde de domingo, na Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital, contando a autora com a presença de amigos e apreciadores da sua escrita.


“Divagando…” é o terceiro livro da autora que, paralelamente, tem vindo a participar em publicações coletivas. Com chancela da Orquídea Edições, o livro reúne 75 poemas com essência “no amor” e que expõem sentimentos vários da autora. Rosa Simões, prefaciadora da obra, fala de um livro que impele o leitor para “uma viajem interior”, destacando de igual modo a linguagem “simples e cândida” com que presenteia o leitor com poemas dedicados à natureza.

No lançamento do seu terceiro livro – depois de “Palavras Sentidas” e “Alma” – Lucinda Maria partilhou o “gosto diário” pela escrita que se tem vindo a “intensificar”. Porém é no novo livro “Divagando…” que é possível encontrar a poesia que “brota dos seus sentimentos”. A lembrar que “nem todos os poemas são de amor”, a autora assegura que “há amor em todos os poemas”. Conhecida dos oliveirenses, Lucinda Maria diz ser o que escreve. Lançado o livro, espera agora pelo retorno dos seus leitores porque “uma obra só se completa quando é lida”.

Amigo de Lucinda Maria, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital esteve ao lado da autora no lançamento do novo livro, apreciando o “grande talento” e os seus “poemas brilhantes”. Na ocasião, José Carlos Alexandrino notou que é por causa de Lucinda Maria e de outros autores locais que sente “orgulho” de Oliveira do Hospital, razão pela qual “no concelho não temos que nos envergonhar de ninguém”. Pelo contrário, o autarca entende que “temos que ter orgulho porque Oliveira do Hospital é um concelho diferente”.              

Graça Silva, vereadora da Cultura na Câmara de Oliveira do Hospital elogiou o percurso da autora e, em particular, o facto de desafiar editoras à publicação do seu livro, não necessitando do apoio da Câmara para o fazer. Reconheceu por isso a “força e o valor” da autora.

Homem detido na Guarda por suspeita de tráfico de droga

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, no âmbito de ação de prevenção e repressão ao tráfico de estupefacientes, deteve um homem, responsável pelo fornecimento de produtos estupefacientes na cidade da Guarda.

 

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, aquela força policial indica que "foram apreendidos na posse do detido produtos estupefacientes suficientes para a preparação mínima de quarenta doses individuais"

O detido, com 32 anos de idade, ficou entretanto sujeito à medida de coação de Termo de Identidade e Residência.

Alexandrino critica “caciques do clima do medo”

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital fez no sábado uma comparação entre a situação atual do concelho com os anos anteriores à sua governação, para criticar os “caciques do clima do medo”.


Em Alvôco de Várzeas a participar, pelo segundo ano consecutivo, no hastear da bandeira azul na praia fluvial daquela freguesia, José Carlos Alexandrino valorizou o desempenho de César Oliveira que, no seu executivo, elevou Oliveira do Hospital a cidade e criticou os que “não quiseram que Oliveira do Hospital fosse cidade, nem que fosse vila e a quiseram transformá-la numa aldeia”. O autarca referia-se assim ao “clima do medo” e “aos caciques do clima do medo”. Notou que foi com a sua chegada e da sua equipa, a partir de 2009, que Oliveira do Hospital se tornou “numa cidade plena de direito”, reunindo agora condições para integrar o grupo de 501 cidades da Europa, que vão entrar no programa do quadro comunitário, no âmbito de uma candidatura ao plano estratégico de desenvolvimento urbano.

No final de uma semana que ficou marcada pela inauguração do espaço Continente Bom Dia , sendo esperada a instalação de mais uma grande superfície no concelho, o Pingo Doce, no espaço dos IG Supermercados, Alexandrino entende que Oliveira do Hospital “é hoje uma cidade pujante, que está moda e que promove algumas invejas no concelhos periféricos”. “Não tenho culpa, a mim o povo elegeu-me para fazer do meu concelho o melhor da zona centro e do país”, notou, apelando à população para que o ajude a fazer “ um concelho melhor” com “a crítica e sem ámen ao poder”. Porque “o ámen ao poder só trouxe atrasos e nós queremos é desenvolvimento e levar Oliveira do Hospital para a frente”, frisou. 

Aquavillage abre em Setembro com a "missão" de colocar Oliveira do Hospital no centro das rotas turísticas

Setembro é o mês da abertura do Aquavillage Health Resort & SPA, na Caldas de S. Paulo, no concelho de Oliveira do Hospital.  De base termal, o empreendimento de cinco estrelas, que vai disponibilizar massagens nas copas das árvores,  tem um investimento associado de cinco milhões de Euros e vai assegurar 45 postos de trabalho, dos quais 75 por cento a jovens do concelho e “altamente qualificados”.


Números que reforçam a confiança e o otimismo de Francisco Cruz que, em entrevista ao Cash Resto Zero da Rádio Boa Nova, conduzida por Vítor Neves, se mostrou firme no propósito de levar por diante a sua missão de criar “uma unidade de referência e de colocar Oliveira do Hospital no centro das rotas turísticas”.

Acredita que vai “conseguir”. A fazer prova de tamanha determinação está todo um conturbado processo que envolveu os habitantes das Caldas de S. Paulo e a Câmara Municipal e que chegou a ameaçar o projeto turístico. Francisco Cruz fala de “constrangimentos e prejuízos” e assegura que tal como já teve oportunidade de informar a quem de direito irá fazer os devidos “acertos de contas”, até porque os prejuízos têm sido continuados.

Contudo, tamanha “oposição” acabou por conferir “maior energia ao promotor para continuar”, encontrando-se o empreendimento, composto por nove edifícios e pensado para disponibilizar alojamento em apartamento, na fase final da sua construção. Francisco Cruz prepara por esta altura a inauguração do espaço e acredita que, na data ainda por designar, mas que será em setembro, as autoridades locais irão aparecer porque vai haver “foguetes, foguetórios e bailaricos”.

Rosto de um dos maiores investimentos no concelho Oliveira do Hospital, Francisco Cruz não teme pela sobrevivência do Aquavillage. No pojeto assegura ter empregue muitas horas de trabalho, sendo tudo preparado ao pormenor com o objetivo de fazer com que o empreendimento seja praticamente autossustentável , com a aposta “forte” nas geotermia, painéis solares térmicos e fotovoltaicos.

Com um espaço de qualidade, Francisco Cruz centra atenções na venda do conceito de turismo de natureza, saúde e bem estar. Para isso, diz precisar de uma boa “autoestrada da comunicação”, mais importante até que os IC6 e 7. “O que eu preciso é de vender. Preciso de uma auto-estrada da comunicação. Preciso de internet e comunicação em condições”, referiu. 


A entrevista com Francisco Cruz é reposta esta terça-feira, às 19h00, na Rádio Boa Nova. Para ouvir em 100.2Fm ou através da emissão online disponível aqui. 

“Férias + Solidárias” para jovens de Oliveira do Hospital

 Estão a decorrer, até 7 de julho, as candidaturas à edição anual do programa “Férias + Solidárias” preconizado pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital (CMOH).


A iniciativa decorre durante o verão e é direcionada a todos os jovens oliveirenses sob a forma de dois programas: “Férias Ocupadas” e “Jovem + Solidário”.

O programa procura ocupar os tempos livres dos jovens incutindo-lhes a importância da sua participação na sociedade através do desempenho de atividades que proporcionem hábitos de voluntariado, experiência em algumas atividades profissionais e capacidade de intervenção social e cívica.

 As áreas em que este programa vai operar são as seguintes: ambiente e/ou proteção civil; combate à exclusão social e apoio a idosos e/ou crianças; cultura e/ou património; desporto; saúde; Tecnologias da Informação e Comunicação; e outras de reconhecido interesse municipal.

 Nesta iniciativa, sob a forma de “Férias Ocupadas”, podem participar os jovens com idades compreendidas entre 14 e 18 anos e que estejam integrados no sistema de ensino ou formação profissional. O programa “Jovem + Solidário” é dirigido aos jovens com idades compreendidas entre os 19 e os 30 anos que estejam a frequentar o ensino superior.

Deste modo, os interessados precisam de apresentar a candidatura sob a forma de um formulário às entidades contempladas dentro dos prazos estipulados. É de referir ainda que os participantes além do seguro de acidentes pessoais e de uma bolsa a que têm direito irão receber, no final, um certificado de participação do programa “Férias + Solidárias”, onde estará identificada a entidade contemplada, o projeto, a área e o período de ocupação.

 

Fogo em Mangualde consumiu habitações devolutas e obrigou ao corte da linha de comboios da Beira Alta

O incêndio que ontem deflagrou em Mangualde, no distrito de Viseu, foi dominado ao início da manhã de hoje. O fogo consumiu algumas habitações devolutas e obrigou ao corte da linha férrea da Beira Alta, entre Fornos de Algodres e Mangualde, cuja circulação já foi entretanto retomada.

O incêndio teve início cerca das 15h00 de ontem, na freguesia de Abrunhosa-a-Velha. Chegaram-se a viver momentos de pânico e muita aflição entre os populares. Uma casa de habitação chegou a ser parcialmente afetada pelo fogo.

De acordo com a agência Lusa, nesta terça-feira mantém-se ativa uma frente de fogo em Alvarenga, Arouca, no distrito de Aveiro. “As chamas, que consomem floresta desde as 14h00 de segunda-feira, estão a ser combatidas por 150 bombeiros”. Desde a meia-noite desta terça-feira, a Proteção Civil já contabilizou 17 incêndios rurais.

Sessão “Da Escola para o Trabalho” aproximou alunos da Eptoliva e empresários

No âmbito da V Iniciativa Competências para o Desenvolvimento, promovida pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, realizou-se, no dia 25 de junho, a ação “Da Escola para o Trabalho”. A sessão, dinamizada na EPTOLIVA – Escola Profissional de Tábua e Oliveira do Hospital, foi direcionada aos empresários e operadores turísticos para apresentação do Curso Profissional de Turismo desta escola profissional.


Na sessão, os empresários assistiram a uma apresentação do curso, o seu funcionamento e a formação abrangente que proporciona aos alunos. As docentes responsáveis fizeram também uma abordagem à rede de parceiros, unidades hoteleiras e empresas de animação turística de todo o país, com os quais colaboram, onde os alunos fazem os estágios, e de onde chegam boas referências apresentado a escola como exemplo de boas práticas. Seguiu-se a apresentação, por parte dos alunos promotores, de alguns projetos que desenvolveram no âmbito dos seus trabalhos finais de curso. Com cartas dadas no ensino profissional há mais de duas décadas, a EPTOLIVA é uma escola de referência, e o momento foi também aproveitado para reiterar a disponibilidade da escola para promover sessões práticas durante o período das aulas com a participação dos operadores turísticos do concelho.

 A “V Iniciativa Competências para o Desenvolvimento” é promovida pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, numa parceria alargada com várias entidades, cuja programação iniciou em maio com a dinamização de diversas ações assentes em áreas como Educação; Empreendedorismo; Ciência, Tecnologia e Inovação; Formação e Orientação Profissional; Juventude; Cultura e Comércio Local; Cidadania e Economia Social. O programa estende-se até ao final do mês com a realização de um novo Fórum das Comunidades no âmbito do “Oliveira do Hospital, A Friendly Municipality, na próxima terça-feira, dia 30 de junho.

Turismo Centro de Portugal participa na FIA 2015

A Turismo Centro de Portugal (TCP) participa na Feira Internacional de Artesanato – FIA 2015, que decorre até o dia 05 de julho, nas instalações da FIL, em Lisboa.


Em parceria com a Associação de Artesãos da Serra da Estrela e com a Associação de Artesãos da Região de Aveiro – A Barrica, a presença da TCP desenvolve-se em dois espaços distintos. Com uma área total superior a 500m2, os espaços da marca Centro de Portugal estão localizados no pavilhão 1 (área venda e exposição de artesanato tradicional), e pavilhão 3 (venda e exposição de artesanato e produtos de cariz gastronómico), concentrando a oferta de 22 artesãos. A originalidade e qualidade dos produtos expostos, reflete as características idiossincráticas do território regional, assim como, abordagens contemporâneas aplicadas aos materiais tradicionais.

Além do artesanato, o Centro de Portugal garante diversos momentos de animação na FIA, com a atuação de grupos folclóricos, bandas filarmónicas e grupo de animação histórica.

Sentença de Manuel 'Palito' adiada para 10 de julho

A sentença do presumível homicida de S. João da Pesqueira, que está acusado de ter matado duas mulheres e ter ferido outras duas, em abril de 2014, foi adiada para 11 de julho, adianta a RTP Informação.


Manuel Pinto Baltazar, ou 'Palito', nome pelo qual é conhecido, terá disparado  uma arma tipo caçadeira contra a filha e a ex-mulher (Sónia Baltazar e Maria Angelina Baltazar, que ficaram feridas) e duas familiares desta (a tia e a mãe, Elisa Barros e Maria Lina Silva, que morreram).

Além dos quatro crimes de homicídio qualificado, o arguido está acusado de um crime de detenção de arma proibida e outro de violação de proibições ou interdições.

A procuradora do Ministério Público pede que a pena máxima. Já o advogado de defesa garante que não houve premeditação e que 'Palito' não tinha a intenção de ferir a ex-mulher e filha.

Câmara de Seia distingue personalidades e alunos em dia de feriado municipal

Na cerimónia do 29º aniversário de elevação de Seia a cidade, dia 3 de julho, pelas 14h30, a Câmara Municipal de Seia distingue, à semelhança dos anos anteriores, pessoas e instituições do concelho com Campânulas de Mérito Municipal e os melhores alunos com prémios de mérito escolar.


Este ano a Câmara homenageia com a Campânula de Mérito e Dedicação, Florbela Pires (a título póstumo), Luciano Amaral e Alberto Toscano Pessoa, pelo mérito empresarial, a Casa Albuquerque, Loripão, Quinta do Escudial e Seilimp, e pelo mérito desportivo, os atletas Marco e Alexandre Ferreira.

Os Prémios de Mérito Escolar vão ser atribuídos a 10 alunos, os melhores de cada nível de ensino, um gesto de reconhecimento e valorização da excelência no desempenho escolar.

Da programação faz ainda parte a inauguração da Exposição retrospetiva da obra de Tavares Correia, que estará patente nas Galerias até ao final de agosto. Durante a tarde decorre no largo da Câmara, neste dia, pelas 19h15, uma Aula Aberta de Karaté (uma organização do Centro Karaté de Seia – Akademia 5 Estrelas), sendo igualmente nesta data que abre a Feira Agrícola “Valorizar a Terra”, que vai ter lugar de 3 a 5 de julho, no Parque Municipal da cidade, uma organização da Escola Profissional da Serra da Estrela.

 Pólo da Cordinha recebe primeira empresa 20 anos após ter sido criado

Quebrou-se o feitiço em torno do Pólo Industrial da Cordinha. Há 20 anos à espera pela fixação de uma empresa, aquele espaço foi palco, este sábado, da inauguração da Padaria Nova Caseira, de Carlos Coelho.


Há já vários anos a funcionar a poucas dezenas de metros do local para onde se mudou, a Padaria Nova Caseira vai ficar na história do Pólo Industrial da Cordinha. As novas e modernas instalações da empresa foram inauguradas ao final da tarde de sábado, pondo fim a um período de mais de 20 anos sem qualquer investimento empresarial naquele espaço criado pelo executivo de César Oliveira (PS). No anterior mandato autárquico, a Câmara Municipal ainda procedeu à construção de um pavilhão no Pólo da Cordinha com o objetivo de atrair investimento privado, mas sem sucesso.

Também com espaço de atendimento ao público na vertente de café e pastelaria, a Padaria Nova Caseira chamou a si responsáveis autárquicos e populares da freguesia de Seixo da Beira que, no sábado, não ousaram faltar à inauguração.

A instalação de uma empresa no Pólo da Cordinha é motivo de satisfação para o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, que já “sonha” pela instalação de uma segunda empresa naquele espaço. Um trabalho que José Carlos Alexandrino assegura que está a ser desenvolvido tendo já “três empresas em carteira” para se ali fixarem.

Em declarações aos jornalistas, o autarca não tem dúvidas que a instalação da Nova Caseira “trará um maior desenvolvimento” à região Norte do concelho e com a qual muito se identifica, por dali ser natural.

José Carlos Alexandrino adiantou que a fixação das empresas resultou de “uma grande negociação e do papel” da Câmara Municipal. Diz por isso ser “um homem feliz” e que está a fazer a sua “obrigação”. A preocupar o autarca está o problema das acessibilidades (IC6 e IC7), insistindo por isso com a organização, com todas as forças políticas do concelho, de uma “jornada de luta”. “Ela irá acontecer”, assegura.

Alvôco de Várzeas tem praia "acessível" e com "Bandeira Azul"

A praia fluvial de Alvôco de Várzeas, banhada por um dos rios menos poluídos da Europa (o rio Alvôco), é pelo segundo ano consecutivo uma praia com “bandeira azul”. O símbolo de qualidade ambiental, atribuído pela Associação Bandeira Azul da Europa, foi hasteado no sábado à tarde, numa cerimónia que também contou com o hastear da bandeira de praia acessível.

 

O sentimento é de satisfação entre as gentes de Alvôco de Várzeas e responsáveis autárquicos. Depois de no ano passado a praia fluvial da freguesia ter erguido pela primeira vez a bandeira azul, símbolo de qualidade ambiental, aquele espaço de referência no concelho e na região volta este ano a contar com aquela distinção. A par do hastear da bandeira azul e de praia acessível foi também inaugurada a obra de requalificação da zona envolvente à praia.

Para José Carlos Alexandrino, presidente da Câmara de Oliveira do Hospital a renovação da bandeira azul é “um reconhecimento em relação à praia fluvial”, onde tem havido a preocupação em torno da “melhoria das infraestruturas para que reúna condições para ter bandeira azul”. Uma distinção que o autarca considera “importante para o concelho que nunca teve uma bandeira azul”, não por falta de condições de apoio, mas antes pela baixa qualidade da água do rio Alva devido a “focos de infeção” à nascente, fora do concelho de Oliveira do Hospital. Para José Carlos Alexandrino há “um potencial enorme” associado a Alvôco de Várzeas, onde acabou de ser inaugurado um projeto turístico – a Casa de Baixo – e onde está a ser preparado projeto da Rota das Levadas, que em setembro deverá atrair meio milhar de pessoas à freguesia.

A assistir ao hastear da bandeira pelo segundo ano, o presidente da Junta de Freguesia, Agostinho Marques, regozija-se por a praia fluvial atrair cada vez mais gente à freguesia. No segundo mandato autárquico, Agostinho Marques está certo de que hoje a freguesia “está melhor” do que quando a encontrou.

No momento de inauguração das obras de requalificação, o autarca não foge às críticas quanto ao resultado final. Ainda que tenha gostado do projeto arquitetónico, Agostinho Marques admite a existência de algumas disfuncionalidades, mas que têm vindo a ser corrigidas.

Na renovação da bandeira azul, o autarca espera comportamentos responsáveis por parte da população e visitantes no sentido de se manter e preservar a praia fluvial e “melhorar se possível”.

 Já para o presidente da Assembleia de Freguesia de Alvôco, Fernando Morais, o hastear da bandeira azul “vem aumentar as responsabilidades” na requalificação do património paisagístico, arquitetónico e cultural de Alvôco de Várzeas.

A representar a Agência Portuguesa do Ambiente, Carlos Oliveira, verificou em Alvôco de Várzeas que “o ambiente não é só praias, dunas e água salgada”. “No interior também se encontram locais paradisíacos, bonitos que se podem desfrutar com grande qualidade”. 

"Palito" conhece hoje sentença no tribunal de Viseu

O presumível homicida de S. João da Pesqueira, que está acusado de ter matado duas mulheres e provocado ferimentos a outras duas, em abril de 2014, conhece esta segunda-feira à tarde a decisão do tribunal de Viseu.

 

Manuel Pinto Baltazar, conhecido por "Palito", terá disparado uma arma tipo caçadeira contra a filha e a ex-mulher (Sónia Baltazar e Maria Angelina Baltazar, que ficaram feridas) e duas familiares desta (a tia e a mãe, Elisa Barros e Maria Lina Silva, que morreram). Além dos quatro crimes de homicídio qualificado (dois dos quais na forma tentada), o arguido está acusado de um crime de detenção de arma proibida e outro de violação de proibições ou interdições. Durante as alegações finais, a procuradora do Ministério Público considerou que, atendendo ao número de vítimas e à personalidade do arguido, a pena única a aplicar-lhe "não poderá ficar abaixo dos 25 anos de prisão". No seu entender, não há qualquer indício de que Manuel Baltazar tenha alguma anomalia psíquica que pudesse levar à inimputabilidade ou à imputabilidade diminuída.O advogado de Manuel Baltazar rejeitou que tivesse havido premeditação e reiterou que o arguido não queria matar a ex-mulher, nem a filha. No seu entender, "Palito" devia ser condenado por dois crimes de homicídio simples e dois crimes de ofensa à integridade física (uma dolosa e outra por negligência), a uma pena que, em cúmulo jurídico, "andasse próxima de 20 anos". A leitura do acórdão está marcada para as 14:15.

fonte: jn.pt

Vinte concelhos em risco máximo de incêndio

Vinte concelhos dos distritos de Santarém, Castelo Branco, Coimbra, Leiria, Guarda e Viseu apresentam hoje risco máximo de incêndio.

 

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, em risco máximo de incêndio estão os concelhos de Sardoal e Mação (Santarém), Vila de Rei, Sertã, Oleiros (Castelo Branco), Pampilhosa da Serra, Góis, Arganil (Coimbra), Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande, Castanheira de Pera (Leiria), Sabugal, Guarda, Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Aguiar da Beira, Trancoso (Guarda) e Sernancelhe, Moimenta da Beira e Vila Nova de Paiva (Viseu).

O IPMA colocou também em risco muito elevado e elevado de incêndio vários concelhos de todos os distritos de Portugal continental (18).

Por causa do tempo quente, o IPMA colocou hoje sob aviso laranja os distritos de Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja entre as 00:00 e as 18:00. Colocou também sob aviso amarelo os distritos de Vila Real, Bragança, Viseu, Guarda, Santarém, Lisboa e Setúbal devido ao tempo quente entre as 00:00 e as 18:00 de hoje.

O IPMA prevê para hoje no continente tempo quente com céu geralmente limpo. Está também previsto vento fraco e pequena subida da temperatura máxima nas regiões norte e centro, em especial no litoral.

Em Lisboa as temperaturas vão oscilar entre 19 e 35 graus Celsius, no Porto entre 16 e 28, em Vila Real entre 18 e 38, em Viseu entre 19 e 36, em Bragança entre 17 e 37, em Castelo Branco entre 23 e 42, em Portalegre entre 28 e 41, em Évora entre 18 e 40, em Beja entre 22 e 40, em Santarém entre 16 e 37, em Setúbal entre 18 e 27, em Faro entre 21 e 27 e no Funchal entre 21 e 25.

Aqua Village, é o grande projecto de Francisco Cruz que conta tudo em Ca$h Resto Z€ro

Francisco Cruz fala do seu novo e grande projecto nas Calda de S. Paulo, que tem abertura marcada para a 2ª quinzena de Setembro, em ca$h resto z€ro com Vitor Neves.


Algumas das frases fortes :

 

"Um novo conceito na área do turismo rural"


"O Aqua Village conta com 45 colaboradores, 75% são naturais do concelho e são quadros altamente qualificados nesta área"

 

"Temos uma praia fluvial privativa com 400 metro de margem de rio"

 

"Nunca me passou pela cabeça desistir do projeto. Aliás, o que tem acontecido ainda me tem dado mais força".

 

"A ter razões de queixa de entidades, apenas só as do concelho".

 

"Vou convidar, como sempre o fiz, todas as entidades oficiais. Como neste dia vai haver festa, muitos certamente não faltarão".

 

"Este projecto foi candidatado três vezes ao QREN. 75% da verba vem do QREN e Turismo de Portugal".

 

"O vale do Alva tem um enorme potencial ainda pouco explorado".

Conselho Distrital da União das Misericórdias Portuguesas, decorre pela 1ª vez no concelho de Oliveira do Hospital

A Rádio Boa Nova na reunião do Conselho Distrital da União das Misericórdias Portuguesas que está a decorrer este sábado, em Galizes, no salão da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Galizes com a presença de 21 Misericórdias do distrito. Entre outros assuntos, está a discussão do modelo dos novos projetos de Compromissos (Estatutos) destas instituições

O Provedor Bruno Miranda adiantou à Rádio Boa Nova que "a inauguração do Lar da SCMG, prevista para o mês de julho, poderá contar com a presença de Pedro Mota Soares,  Ministro da Solidariedade, Trabalho e da Segurança Social.

Há Festa na Zona Histórica anima fim de semana em Oliveira do Hospital

Foram muitos os que escolheram a Zona Histórica de Oliveira do Hospital, para comemorar e festejar os Santos Populares. Com um início morno e que ia aquecendo mais com o adiantar da noite, foi muita a animação e espectáculos para ver ouvir e dançar.

Esta é já uma festa popular que  tem marca no concelho e na região.

A Rádio Boa Nova na Rota da União de Freguesias de Oliveira do Hospital e S. Paio de Gramaços

Na Rota das Freguesias, a Rádio Boa Nova destaca esta sexta-feira, no programa "Conversas", a recém constituída União de Freguesias de Oliveira do Hospital e S. Paio de Gramaços. Uma nova designação que decorre da reorganização administrativa do território das freguesias ocorrida em 2013 e que resulta da “agregação” da freguesia de Oliveira do Hospital com então vizinha, a de S. Paio de Gramaços.


Fazem parte da freguesia as povoações de Oliveira do Hospital, São Paio de Gramaços, Vendas de Gavinhos, Gavinhos de Baixo, Gavinhos de Cima, Gramaços, Catraia de São Paio e várias quintas disseminadas por toda esta superfície. A soma dos resultados censitários de 2011 relativos a cada uma das freguesias conduz-nos a uma população total de 5708 habitantes.

Trata-se de uma união de freguesias marcada pela urbanidade e com um forte cunho empresarial. Neste território estão instaladas as maiores empresas do concelho, dependendo delas a subsistência de muitas famílias. Uma União de Freguesias igualmente rica em tradições e que chamou a si o epíteto de “Capital do Cobre e Latão”.

Um território que tem a gestão a cargo de Nuno Oliveira (PS), a quem o povo das extintas freguesias deu o voto de confiança. Uma confiança que é recíproca e que leva o jovem autarca a seguir a linha de tratamento igual das gentes de Oliveira do Hospital e de S. Paio de Gramaços. “Da minha parte jamais, algum dia, S. Paio irá ter tratamento diferente, seja pela positiva, seja pela negativa, em relação a outras localidades”, afirmou em entrevista à Rádio Boa Nova.

Preocupado com o dia a dia da sua população, Nuno Oliveira identifica como problema maior da união de freguesias a falta de saneamento na Catraia de S.Paio, junto à EN17. Muito empenhado com a gestão da União de Freguesias pretendendo fazer desta uma Junta “exemplar”, Nuno Oliveira confessa não estar tão preocupado com as obras físicas. Ainda assim, não esquece o estado a que está votada a Zona Histórica, motivo pelo qual, pelo 6º ano consecutivo, reedita a Festa na Zona Histórica – acontece este fim de semana -  com o objetivo de alertar para a necessidade de intervenção. Na Rádio Boa Nova, Nuno Oliveira sublinhou o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Câmara Municipal no sentido de reabilitar aquela zona e de a potencializar em termos turísticos. “Há quadro comunitário para isso”, referiu, certo porém de que não será no imediato que as verbas serão disponibilizadas.

Uma “conversa” com Nuno Oliveira para ouvir esta sexta-feira, entre as 19h00 e as 20h00 na Rádio Boa Nova (100.2 FM) ou através da emissão online em www.radioboanova.com. A entrevista tem reposição domingo, 28 de junho, entre as 13h00 e as 14h00. 

Torneio do Cavaleiro realiza-se este fim de semana em Oliveira do Hospital

O Clube de Ténis de Oliveira do Hospital realiza este fim de semana, 27 e 28 de junho, a primeira edição do “Torneio do Cavaleiro”. A iniciativa desportiva organizada pelo Clube de Ténis de Oliveira do Hospital suplanta a ausência do habitual  torneio “As Doceiras”, que este ano não se realiza. As provas realizam-se cos courts de ténis municipais.

Bandeira Azul vai ser hasteada, este sábado, na Praia Fluvial de Alvôco de Várzeas

A Praia Fluvial de Alvôco de Várzeas volta, pelo 2º ano consecutivo, a ostentar o símbolo de qualidade ambiental. A Bandeira Azul vai ser hasteada amanhã à tarde, a partir das 15h00, numa cerimónia de que também faz parte a inauguração das obras de requalificação do espaço envolvente.


Banhada por um dos rios menos poluídos da Europa – o rio Alvôco – a praia fluvial de Alvôco das Várzeas foi a primeira zona balnear do concelho de Oliveira do Hospital a ser distinguida, em 2014, com uma Bandeira Azul, estreando-se assim no mapa das 18 praias fluviais do país que no ano passado ostentaram aquele símbolo de qualidade ambiental atribuído pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE).

Esta zona balnear, que integra a Rede de Praias de Aldeias do Xisto e tem vindo a ser dotada com todo um conjunto de infraestruturas de valorização, detém também o estatuto de Praia Acessível – uma distinção que visa galardoar as praias que reúnem um conjunto de condições para serem usufruídas por pessoas com mobilidade condicionada/reduzida – e foi recentemente recomendada pela ABAE ao Júri Internacional do Programa Bandeira Azul 2015. Para este reconhecimento, foi decisivo – ao longo dos dois anos de candidatura ao galardão Bandeira Azul – o cumprimento de todo um conjunto de critérios e boas práticas impostos pela ABAE, relacionados com a qualidade de informação, realização de atividades de educação ambiental, códigos de conduta ambiental e qualidade da água balnear.

Fogo em Arganil extinto esta madrugada

Foi extinto, na madrugada de hoje, o fogo que lavrou durante a tarde e noite de ontem em Vale de Espinho, Pombeiro da Beira, Arganil.

A violência das chamas obrigou à mobilização de 230 operacionais dos bombeiros e mais dezena e meia de militares da GNR.


Foram utilizados cerca de sete dezenas de veículos, mas também – de acordo com a página da Autoridade Nacional da Proteção Civil – meios aéreos, que foram retirados com o cair da noite. Responsáveis no teatro de operações referiram que o combate foi dificultado pelo vento forte que se fez sentir na região.

Atendendo ao aparato da situação, no teatro de operações esteve o presidente Câmara Municipal de Arganil, bem como o responsável do Gabinete Técnico Florestal Municipal, um oficial de ligação do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas ( ICNF) e um oficial de ligação da Guarda Nacional Republicana (GNR). Ocorreram também ao local os grupos de reforço para Combate a Incêndios Florestais (GRIF01) de Aveiro e Viseu, bem como o veículo de Planeamento, Comando e Comunicações (VPCC) de Coimbra.

com:beiras.pt

A1 e A25 entre as autoestradas que mais mortes causaram

As autoestradas A1 e A25 estão entre as vias que, entre 2013 e 2014, registaram mais acidentes com vítimas mortais.


Naquele período morreram 313 pessoas nas estradas portuguesas nos 10.658 acidentes registados, sendo que apenas dez autoestradas concentraram 77% das mortes. Segundo o jornal i, as vias A1, A2, A3, A4, A5, A8, A20, A28 e A29 que ligam o litoral português de norte a sul, e a A25, que ligam o litoral ao interior do país, foram as autoestradas com mais acidentes com vítimas no mesmo período de quatro anos.

A Associação Portuguesa de Sinalização justifica estes dados com a falta de investimento nas infraestruturas, a sinalização deficiente, a falta de guardas metálica e o volume de trânsito elevado, mas também o aumento de distrações como a tendência crescente de usar o telemóvel ao volante. 

Sete distritos sob aviso amarelo e um sob aviso laranja

Sete distritos de Portugal continental vão estar sob aviso amarelo e Beja vai estar sob aviso laranja este fim de semana devido à previsão de tempo quente, informou hoje o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).


De acordo com o IPMA, o distrito de Beja vai estar sob aviso laranja entre a meia-noite de sábado e as 21:59 de domingo, depois de hoje ficar sob aviso amarelo entre as 11:00 e as 23:59 devido à persistência de valores elevados das temperaturas máximas.

Os distritos de Évora e Setúbal vão estar sob aviso amarelo entre as 11:00 de hoje e as 21:00 de domingo, enquanto o de Portalegre fica sob o mesmo aviso a partir das 09:00 desta manhã até às 21:00 do último dia do fim de semana.

Já os distritos de Lisboa, Castelo Branco, Faro e Guarda ficam sob aviso amarelo entre as 09:00 de sábado e as 21:00 de domingo.

O aviso laranja é o segundo mais grave numa escala de quatro e implica uma situação meteorológica de risco moderado a elevado, pelo que o IPMA recomenda às populações que se mantenham ao corrente da evolução das condições meteorológicas e que sigam as orientações da Proteção Civil.

Já o aviso amarelo é o terceiro mais grave de uma escala de quatro e implica uma situação de risco para determinadas atividades que dependem do estado do tempo.

com: Lusa.pt

Biblioteca Municipal dinamiza “Férias Ativas”

Estão a decorrer as inscrições para as “Férias Ativas” na Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital que visam ocupar as crianças, em idade escolar, de forma lúdico-pedagógica seguindo a prática “aprender a brincar”.


Os interessados devem inscrever-se até ao final do mês de junho, na Biblioteca Municipal. As “Férias Ativas” são dirigidas às crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 12 anos que irão usufruir de diversas atividades que vão ao encontro das expetativas e interesse destas crianças e que possam contribuir para aumentar o seu conhecimento e saber. Procura-se ainda fomentar a partilha, a socialização e a interação tão importantes nestes grupos etários.

As “Férias Ativas” na Biblioteca decorrerão durante o mês de julho, ao longo do qual serão dinamizadas várias oficinas de diferentes áreas do saber e outras atividades relacionadas com o património, arqueologia, desporto e ambiente/floresta, dinamizadas pelo serviço educativo da Biblioteca Municipal e colaboração dos técnicos do Município de diferentes áreas.

Promovidas pelo Município, as “Férias Ativas” têm como objetivos proporcionar às crianças um programa organizado de caráter educativo, cultural e lúdico, no período de férias escolares de Verão, e implementar respostas ao nível da ocupação saudável dos tempos livres dos mais novos. O tempo é de férias e de descansar mas também de manter o corpo e mente ocupadas com atividades que estimulem e divirtam, ocupando este período da melhor maneira, e dessa forma os jovens interessados podem inscrever-se até ao final do presente mês. 

“Divagando…” é o novo livro de Lucinda Maria

No próximo domingo, 28 de junho, é promovido o lançamento do livro de poesia “Divagando...” de Lucinda Maria, uma edição com a chancela da editora Orquídea Edições. O lançamento deste livro terá lugar na Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital, com início às 15h30.


Este é o terceiro livro de poesia de Lucinda Maria que tem editados dois títulos: “Palavras Sentidas” publicado em janeiro de 2013 pelo Município de Oliveira do Hospital e “Alma”, editado com a chancela da Poesia Fã Clube em dezembro do ano passado.

Zona Histórica está de novo em “festa” em Oliveira do Hospital

Este fim de semana, 26, 27 e 28 de junho, acontece por Oliveira do Hospital mais uma edição da iniciativa “Há Festa na Zona Histórica”. A acontecer pelo 6º ano consecutivo, o evento “tem resultado” chamando à zona histórica verdadeiras multidões.


Com a assinatura da União de Freguesias de Oliveira do hospital e S. paio de Gramaços, o “Há Festa na Zona Histórica” já está a mexer na cidade. O evento arranca esta sexta-feira à noite e só termina ao final do dia de domingo. Pensado para alertar para a importância da Zona Histórica e, em particular, para a necessidade de uma intervenção de fundo em várias áreas com o objetivo de a tornar mais atrativa na vertente habitacional e turística, o evento “tem resultado”. Uma avaliação positiva que Nuno Oliveira, presidente da União de Freguesias faz tendo em conta a adesão registada em cada ano, com verdadeiras multidões a acorrerem à festa na Zona Histórica.

A Festa da Zona Histórica 2015 vai contar com cerca de 40 expositores de artesanato e outros produtos tradicionais, tasquinhas gastronómicas, concertos, esplanadas de rua, bailes e marchas populares, animação de rua e atividades lúdicas. Uma “festa de amizade e de família”, entende Nuno Oliveira, considerando importante que os oliveirenses e gente da região “ousem visitar a festa”, porque “quem faz a festa são as pessoas”, os grupos e as iniciativas previstas “são o complemento”.

PJ  desmantelou  “rede familiar” suspeita de crimes de tráfico de estupefacientes e branqueamento de capitais 

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, com a colaboração do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, desencadeou uma ação policial, nas cidades de Figueira da Foz e de Leiria, designada de “Operação Contraste” , que culminou com a detenção de quatro pessoas, dois homens e duas mulheres, que constituíam parte de uma rede familiar que, de forma organizada, colocava no “mercado” das referidas cidades quantidades assinaláveis de estupefacientes, nomeadamente cocaína e heroína.

 

No âmbito desta investigação tinham sido já detidas três pessoas e apreendidas dez mil doses de haxixe. Na operação agora desenvolvida, para além das detenções, foram constituídas arguidas doze pessoas, realizadas quinze buscas domiciliárias, treze buscas em viaturas, tendo sido apreendidas mais de setecentas doses de cocaína e heroína, três balanças de precisão, cerca de cem peças em ouro de elevado valor, cerca de quinze mil e quinhentos euros em numerário, mais de setecentas peças de vestuário, contrafeitas, mobiliário diverso, eletrodomésticos de gama alta, equipamento informático, de comunicações e imagem e seis viaturas, sendo uma delas de gama alta e outra de coleção.

 

Nesta operação a Polícia Judiciária contou com a colaboração da GNR e da PSP das referidas localidades. Os detidos, com idades compreendidas entre os 20 e os 57 anos, um deles com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, foram presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das adequadas medidas de coação.

Continente Bom Dia já abriu em Oliveira do Hospital (ATUALIZADA)

A Loja Continente Bom Dia abriu hoje, às 08h30, em Oliveira do Hospital. Um momento que muitos oliveirenses não quiseram perder, chegando a fazer fila à entrada do espaço a aguardar pelo sinal de entrada. Num ápice a loja foi tomada por clientes que o Continente brindou com uma flor. 

 

Com as imediações da loja Continente a revelarem-se convidativas à festa – a cidade acordou pintada de vermelho, com dezenas de balões estrategicamente colocados nos carros que estavam estacionados- a resposta dos oliveirenses foi mais do que positiva. Em menos de uma hora a área de estacionamento ficou lotada e o acesso ao Continente fazia-se de forma muito condicionada.

A Loja continente Bom Dia veio reabilitar uma zona degradada da cidade de Oliveira do Hospital, junto ao Estádio Municipal, cujo terreno já era pertença do grupo Sonae. A abertura do novo espaço da venda a retalho tem associado um investimento de cinco milhões de euros e criação de 70 postos de trabalho, a maioria jovens e com formação superior, sendo que para mais de 30 jovens se trata da primeira experiência de trabalho.

Em dia de inauguração da loja, Luís Moutinho, CEO da Sonae MC, notou que hoje se concretiza uma “ambição antiga” com a abertura de uma loja “moderna, com todas as condições e tecnologia”. A assentar arraias em Oliveira do Hospital, o responsável acredita que o Continente vai “convencer” os oliveirenses e, quanto à existência de concorrência, está certo de que “existe espaço para todos”. “Acreditamos que a partir de hoje tudo vai ser diferente em Oliveira do Hospital graças ao Continente”, frisou.


O Continente Bom Dia de Oliveira do Hospital conta com 1500 metros quadrados de área de venda e é uma loja “adaptada à comunidade”  com uma “gama variada, alimentar e não alimentar e com pessoas a servir”. Luís Moutinho não duvida que “há aqui uma proposta de valor”  e que através deste conceito será possível chegar “a todos os clientes e preferências”. Consumada a abertura da loja, o responsável partilha a disponibilidade do Continente, no âmbito da sua responsabilidade social, para acolher produtos da região em função dos pedidos e necessidades dos clientes locais. 

Em dia de festa pela chegada do Continente, o presidente da Câmara Municipal revelou-se satisfeito pela abertura de uma loja “moderna, funcional e muito bonita”. Para José Carlos Alexandrino “concretizou-se um investimento importante” que trará “valor acrescentado à cidade e centralidade em termos de região”. Motivos que levam o autarca a considerar que Oliveira do Hospital é hoje uma cidade “com vida e que está na moda”. Também o autarca partilhou o desejo de ver o negócio “alargado” aos empresários/fornecedores do concelho”. Quanto ao receio instalado entre o pequeno comércio, Alexandrino entende que, pelo contrário, o “comércio local vai beneficiar”.

No momento em que dá as boas vindas ao Continente, ao autarca não deixa de “dar uma palavra” aos Irmãos Gonçalves – o espaço IG vai dar lugar ao Pingo Doce – pelo “trabalho e dinâmica de riqueza” ao criarem “uma unidade que é uma referência da região”.

Com a chegada do Continente e Pingo Doce, o presidente da Câmara acredita que quem vai beneficiar “são os oliveirenses, porque haverá disputa de preços”.

Luís Lagos insurge-se contra presidente da Câmara no caso das contas municipais

O caso das contas da autarquia voltou a dar que falar na última reunião da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital. Com dúvidas nas contas, Luís Lagos (CDS-PP) insurgiu-se contra o presidente da Câmara por este dizer que não é contabilista da autarquia.

 

A propósito do alegado desaparecimento de mais de 300 mil euros das contas da autarquia, denunciado na anterior Assembleia por António Lopes, Luís Lagos disse na última reunião daquele órgão, de sexta feita passada, que não desconfia do executivo, mas que não percebe a contabilidade que foi apresentada pelo município para explicar a dúvida levantada.

 

Já no arranque da ordem do dia, no ponto destinado à informação da situação financeira do município, o presidente da Câmara solicitou ao seu responsável pelas finanças da autarquia para explicar o caso aos deputados, assegurando porém ser a última vez que o fazia por não querer continuar a alimentar factos políticos ou notícias feitas a partir de “rumores”. Na ocasião, José Carlos Alexandrino disse que não era contabilista, não toca em dinheiro da Câmara, nem tem cartão de crédito “como alguns membros do governo”. Para esses assuntos disse existir uma “estrutura de contabilidade”, a mesma que lhe assegurou que as contas “estão bem” e com a qual não interfere. “Querem que eu influencie os serviços para me acusarem mais tarde?”, questionou, avisando que no caso de persistirem notícias sobre o caso, o próprio fará comunicação ao Ministério Público para que a situação seja apurada e não haja dúvidas.

Palavras que não caíram bem junto de Luís Lagos que, sem continuar a perceber a contabilidade, se insurgiu contra José Carlos Alexandrino, notando que “enquanto presidente da Câmara “não pode chegar aqui e dizer que não percebe de contabilidade”. “Essa não pode ser a desculpa. Tem a obrigação de função que lhe exige saber explicar”, afirmou.

Esclarecido quanto ao suposto desaparecimento, António Lopes levantou nova dúvida nas contas municipais. Referiu, porém, que se trata de uma dúvida e que “quem cria a suspeição é o presidente da Câmara quando não explica números como os da EXPOH”.


José Carlos Alexandrino (Presidente CMOH)

Luís Lagos (CDS-PP)

António Lopes (independente)

Mil ovelhas sobem à serra acompanhadas por pastores e turistas

É já no próximo sábado (dia 27 de junho) que os rebanhos, aproximadamente mil “cabeças de gado”, acompanhados por pastores e turistas, sobem à serra da Estrela, naquela que é a 3ª edição da Festa da Transumância e dos Pastores.

 

A iniciativa é organizada pela Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede das Aldeias de Montanha (ADIRAM), em parceria com o município de Seia e em articulação com os pastores que todos os anos sobem à montanha em busca de melhores pastos, uma tradição secular que no concelho de Seia ainda se mantém.

Depois da tradicional romaria da bênção dos rebanhos, que ocorreu no domingo passado (dia 21), os rebanhos estão agora preparados, para subir à serra e ali passarem os meses de Verão.

Viver esta experiência única e descobrir uma das mais simbólicas atividades do pastoreio, a transumância, é a proposta para este dia. Os rebanhos partem do largo da câmara, às 07:30h, prosseguindo a sua viagem pelos seculares caminhos da transumância, em direção àquela que é a aldeia dos pastores, o Sabugueiro. Pelo caminho estão preparadas degustações gastronómicas, como a típica merenda do Alforge, na aldeia da Póvoa Nova, e um almoço com os pastores na Sra. do Espinheiro.

Em paralelo, a organização acoplou a Festa da Transumância ao Festival Músicas do Bosque. As duas iniciativas estão alicerçadas na identidade e cultura local, ao que se junta a inovação e criatividade, valores pelos quais se pauta o quadro de desenvolvimento da ADIRAM.

 

Continente Bom Dia abre amanhã em Oliveira do Hospital

O Continente Bom dia abre manhã, 25 de junho, em Oliveira do Hospital. O espaço localizado junto ao Estádio Municipal vai ser inaugurado às 08h30.

 

Faltam menos de 24 horas para a abertura mais aguardada nos últimos tempos em Oliveira do Hospital. Trata-se da Loja Continente Bom Dia Dia que está a gerar elevadas expectativas e curiosidade entre a população do concelho e da região. Para além de colocar Oliveira do Hospital no mapa dos espaços Continente de todo o país, a loja local possibilitou a criação de 80 postos de trabalho.

Em Oliveira do Hospital, o espaço arranca com a promessa dos “preços mais baixos” e com o desconto de 10 por cento em cartão até ao dia 28 de junho.

Em comunicado enviado à Rádio Boa Nova, os responsáveis pelo Continente adiantam que “este investimento materializa a aposta nas potencialidades da região e está inserido na estratégia de expansão da marca que visa reforçar as relações de proximidade com as famílias portuguesas”.

Na inauguração do espaço vai estar presente o CEO da Sonae MC, Luís Moutinho e o presidente da Câmara de Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino.

Na área da venda a retalho, as novidades não se ficam pela abertura do Continente. Por estes dias, o espaço IG Supermercados esgota o seu stock para dar lugar à instalação do Pingo Doce. O negócio foi fechado no final da semana passada.

Rui Dias sucede a Alzira Frade no Rotary Club de Oliveira do Hospital

Rui Manuel Dias será o presidente do Rotary Club de Oliveira do Hospital no ano rotário de 2015/2016, que se inicia no dia 1 de Julho, sucedendo a Alzira Frade. A transmissão de tarefas acontece esta quarta-feira, 24 de junho, numa cerimónia no restaurante “Gouveia, com a presença de representantes de diversos clubes do Distrito 1970, no qual estão integrados os clubes do norte do país.

 

A presidência de um clube rotário tem a duração de apenas um ano, findo o qual um novo companheiro é chamado a dirigir o clube. Sob a presidência de Rui Dias, o Rotary Club de Oliveira do Hospital terá a responsabilidade de concluir, até ao final do ano, o projeto "Reabilitação de cobertura e mansarda de habitação", para o qual foi já assegurada a comparticipação da Fundação Rotária Portuguesa.

O projeto prevê a intervenção numa habitação ocupada por uma família de escassos recursos económicos, tendo já sido dinamizadas diversas iniciativas e promovidos contactos com empresas no sentido de permitir a sua conclusão.

 

O ano rotário que agora se inicia fica ainda marcado pela chegada a Governador de António Custódio Vaz, membro do Rotary Club de Coimbra, clube padrinho do Rotary Club de Oliveira do Hospital.

Encontrado corpo de homem de 30 anos dentro de poço na Lousã

Um homem de 30 anos foi descoberto ontem à tarde no interior de um poço em Covelos, Lousã. O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária.


De acordo com o Jornal de Notícias, o alerta de desaparecimento foi dado por volta das 14h00 devido à existência de sangue nas proximidades do poço. A Polícia Judiciária e as equipas de socorro procederam à retirada da água, tendo recolhido o cadáver por volta das 19h20.Estão a ser equacionadas todas as possibilidades, crime, suicídio ou acidente. 

PJ detém serralheiro suspeito de incêndio florestal em Aveiro

Um serralheiro foi detido pela Polícia Judiciária, por se acreditar ser o autor de um incêndio florestal, que ocorreu na noite do passado sábado, no lugar do Carregal, em Requeixo, Aveiro.


O incêndio teve lugar num terreno próximo da habitação onde vive o detido. Acredita-se que o suspeito estaria alcoolizado quando desencadeou o fogo através de chama direta na abundante vegetação seca que ali se encontrava, constituída por mato e silvas. O homem tem 51 anos de idade, irá ser presente às Autoridades Judiciárias na comarca de Aveiro para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

FAAD abre consulta de clínica de geral para acabar com lista de espera no acesso aos cuidados primários

O Hospital da Fundação Aurélio Amaro Diniz vai dispor de consulta de clínica geral privada. A medida surge numa altura em que cerca de metade da população do concelho não tem médico de família e há dificuldades no acesso a uma consulta de clínica geral.


A decisão foi tomada na última reunião do Conselho de Administração da FAAD, durante a qual os elementos terão sido unânimes na criação da nova consulta na valência de Hospital. Para Luís Lagos, membro daquele órgão administrativo, trata-se de “um grande passo para se acabar com a lista de espera e com a clientela que tem que esperar para ter acesso aos cuidados de saúde primários”.     

Em reunião da Assembleia Municipal onde é único deputado eleito pelo CDS-PP Luís Lagos regozija-se pela tomada de decisão da FAAD, que “esteve muito bem em trilhar este caminho”. Aproveitou, porém, para desafiar a Câmara Municipal a “criar um programa de apoio ao pobre”, no sentido de os mais carenciados poderem aceder à nova consulta do hospital da FAAD. Ao fazê-lo, acredita que a Câmara “vai resolver um grande problema”, visto que “por vezes para se ter uma credencial tem que se pagar 50 Euros”. “Em vez de se financiarem as instituições, o jovem deputado centrista entende que se devem financiar “diretamente as pessoas”.

Na ocasião, o presidente da Câmara garantiu que o município tem feito o seu papel de apoiar quem mais necessita no que à saúde diz respeito. José Carlos Alexandrino informou que “esta Câmara tem pago consultas em alas fundamentais como psiquiatria, oncologia e oftalmologia”. “Sempre que é possível resolvemos os problemas, mas não andamos a embandeirar em arco porque é uma área muito sensível”, afirmou. O autarca informou ainda que a Unidade Móvel de Saúde se prepara para iniciar o seu funcionamento ao abrigo de um protocolo firmado entre a Câmara Municipal e a Fundação Aurélio Amaro Diniz. Lourosa, S. Gião e Aldeia das dez serão as primeiras freguesias a beneficiar da nova resposta na área da saúde que arranca numa fase experimental.

Controlo de Plantas Invasoras na Mata do Desterro 

Pela 5ª vez e depois de um interregno de dois anos, a Mata do Desterro volta a ser alvo de ações de Controlo de Plantas Invasoras, de 26 de julho a 1 de agosto.

 

A iniciativa é desenvolvida no âmbito do Campo de Trabalho Científico (CTC), promovido pelo Centro de Ecologia Funcional da Universidade de Coimbra (CEF/UC) e pela Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC), em parceria com o CISE – Centro de Interpretação da Serra da Estrela (Município de Seia).

 

A edição deste ano conta com o apoio da EDP, entidade proprietária da Mata do Desterro, que por sua vez se encontra sob a gestão do Município de Seia, desde 2007, onde o CISE desenvolve um projeto de uso múltiplo da floresta.  Os CTC estão inseridos, desde 2003, no âmbito das atividades de divulgação científica sobre invasões biológicas realizadas CEF/UC e pela ESAC. Adicionalmente, colaboram com uma entidade/instituição externa do local onde o CTC é realizado, sendo a edição deste ano promovida com o CISE. O CTC incidirá na Mata do Desterro, área natural com cerca de 136 hectares localizada em pleno Parque Natural da Serra da Estrela, na Senhora do Desterro – São Romão, concelho de Seia.

 

Os trabalhos serão desenvolvidos em regime de voluntariado, por estudantes e profissionais das áreas de Biologia, Botânica, Ecologia, Engenharia do Ambiente, Engenharia Florestal, Educação Ambiental, entre outros interessados pelo tema, sob a monitorização da organização. Com esta ação procura-se sensibilizar e aumentar o conhecimento dos participantes sobre invasões biológicas e simultaneamente contribuir para a resolução deste problema ambiental.

 

O CTC contempla a realização de sessões de formação ambiental sobre invasões biológicas, em particular plantas invasoras, nomeadamente conceitos e consequências das invasões biológicas, Legislação em vigor, Principais plantas invasoras em Portugal continental, Gestão e controlo de plantas invasoras. Serão ainda abordados os ecossistemas nativos da Serra da Estrela.

Na prática, estão previstas ações de controlo de plantas invasoras presentes na Mata do Desterro, nomeadamente mimosa (Acacia dealbata) e austrália (Acacia melanoxylon). Estas ações darão continuidade aos trabalhos de controlo iniciados nos CTC de 2009, 2010, 2011 e 2012 e podem incluir corte, arranque ou descasque.

 

Serão ainda desenvolvidas experiências científicas relacionadas com plantas invasoras.  As inscrições estão abertas até ao dia 10 de julho, num limite máximo de 20 participantes.

 

Nelas amplia zona industrial de Canas de Senhorim e aprova novos investimentos empresariais

A Câmara Municipal de Nelas aprovou a compra de 70 000 m2 de terrenos para expansão da Zona Industrial da Ribeirinha em Canas de Senhorim.


A aquisição daqueles terrenos junta-se “à compra anteriormente aprovada de mais de 75 000 m2 para ampliação e cedência na Zona Industrial 1 de Nelas e de 20 000 m2 para ampliação da Zona Industrial do Chão do Pisco também em Nelas”, conforme nota da autarquia enviada à Rádio Boa Nova.

“A compra de terrenos em Canas de Senhorim à família Machado Miranda contempla ainda 760m2 para construção de um arruamento na Rua do Farol naquela localidade. Com estas compras de mais de 165 000 m2 de terrenos na totalidade para fins industriais em todo o Concelho desde a tomada de posse em final de 2013, a atual Câmara de Nelas assumiu já compromissos de pagar mais de 260 000 €”, adianta o município.

 

Empresas como os “Aquinos”, a “LusoFinsa”, a “Movecho”, a “Borgstena”, a “Biorramos”, a “Batista e Loureiro” e, mais recentemente, a “Azurmetal “Covercar” foram destinatários de terrenos para efetuarem o desenvolvimento dos seus projetos de investimento.A recente aquisição foi aprovada em reunião extraordinária do município, onde foram ainda aprovadas as minutas de dois protocolos a celebrar com estas duas ultimas empresas, sendo que à primeira foi deliberado ceder 11 000 m2 em Nelas e à segunda 12 000m2 na Zona Industrial de Canas de Senhorim, empresas essas que têm necessidade de expansão e que ponderaram a sua deslocalização, em especial a “Covercar”, para outros concelhos e regiões do país e até para Marrocos, “não fosse a Câmara de Nelas garantir boas condições para continuarem os seus investimentos entre nós”.

Em Nelas a “Azurmetal”, empresa da área da construção de estruturas metálicas e serviços inerentes, vai construir numa primeira fase um pavilhão de 2 000 metros de área coberta que prevê iniciar em Outubro deste ano aí se prevendo instalar com 55 trabalhadores durante o ano de 2016.

Em Canas de Senhorim a “Covercar”, empresa do setor dos componentes para a indústria automóvel, vai iniciar a construção de um pavilhão de 4 000 metros de área coberta imediatamente devendo o mesmo estar concluído para entrar em laboração em Junho de 2016, aí prevendo a empresa empregar entre 80 e 100 trabalhadores para corresponder às suas encomendas da industria automóvel, entre as quais a das coberturas durante os 7 anos de 2017 a 2024, para o novo modelo da “Autoeuropa”.

 

“O desenvolvimento económico e a criação de riqueza e emprego são dos pilares essenciais da atuação da Câmara Municipal, fazendo-o com um vigor (adquiriram-se mais metros de terreno já em 20 meses que em todos os 8 anos dos anteriores dois mandatos, o que seguramente está na base de criação de mais de 1000 postos de trabalho novos e na queda de mais de 34% no numero de desempregados do Concelho de Nelas inscritos nos Centros de Emprego), quer na área industrial quer em outros setores como o agrícola ou turístico, que não se via há muitos anos e fazendo-o de forma harmoniosa em todo o território do Município de Nelas”, refere o município em comunicado. 

Município de Oliveira do Hospital reedita Orçamento Participativo Jovem

O Município de Oliveira do Hospital volta a desafiar os jovens oliveirenses a participarem com ideias para a definição de políticas municipais, através do Orçamento Participativo Jovem.


Com o intuito de recolher contributos para um modelo de governação mais dinâmico, promovendo a valorização e a participação ativa da juventude, o Orçamento Participativo Jovem (OPJ) conta com um orçamento de 25 mil euros para dinamizar ou implementar projetos que os jovens queiram ver desenvolvidos no concelho.

As propostas devem ser apresentadas até ao dia 24 de julho, por jovens com idades compreendidas entre os 16 e os 35 anos, estudantes ou trabalhadores, residentes, naturais do concelho ou que sejam representantes de alguma organização da sociedade civil existente na área territorial do Município de Oliveira do Hospital.

Os jovens podem candidatar-se de forma individual ou em grupo. Porém, cada cidadão somente tem direito de fazer parte de um único projeto.

A proposta vencedora deverá enquadrar-se numa das seguintes temáticas: equipamento rural e urbano, energia, transportes e comunicações, educação, património, cultura e ciência, tempos livres e desporto, saúde, ação social, habitação, ambiente e saneamento básico, defesa do consumidor e promoção do desenvolvimento, urbanismo, ou outra de interesse social.

O OPJ é uma iniciativa da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital em articulação com o Conselho Municipal da Juventude.

Oliveira do Hospital assinalou Dia Municipal para a Igualdade com largada de balões

Oliveira do Hospital comemorou o Dia Municipal para a Igualdade, 21 de junho, simbolicamente com o lançamento de 300 balões brancos, em homenagem às vítimas de violência doméstica, no final das Marchas Populares de Oliveira do Hospital.


A violência doméstica fez, nos últimos 14 anos, mais de 90 mil vítimas, entre as quais constam mulheres, crianças e idosos, tratando-se de uma problemática que tem vindo a ganhar visibilidade, conduzindo à definição de políticas de combate a este fenómeno que durante anos esteve silenciado. Ainda no final da semana, foi realizado um debate na Rádio Boa Nova, durante o programa “Nós, as Mulheres” conduzido por Natália Novais que versou sobre várias temáticas relacionadas com a promoção da igualdade de oportunidades entre Mulheres e Homens. mulheres” e Fernanda Cabral “num mundo de homens”.


O Município de Oliveira do Hospital tem vindo a implementar um Plano Municipal para a Igualdade (PMI), um instrumento de trabalho em prol da luta contra a violência de género, promovendo uma cultura de cidadania para a Igualdade de Género. O Plano atua em cinco eixos principais: Educação e Formação, Saúde, Desporto e Cultura, Conciliação da vida profissional, vida social e familiar, e Inserção Social, que apresenta uma taxa de execução de ações/iniciativas acima de 80%. Refira-se que de acordo com o modelo de boas práticas, o PMI será alvo de avaliação no final do ano por uma entidade externa, no caso a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital.

José Francisco Rolo, vice-presidente da Câmara assegura que será dada continuidade ao “trabalho de sensibilização num modelo de trabalho em parceria e em rede, promovendo debates temáticos sobre questões da igualdade e das desigualdades em diferentes áreas: no acesso ao emprego, na questão dos rendimentos do trabalho, na atenção à violência doméstica, na proteção das crianças, mas também no relevar das conquistas feitas relativamente à promoção da igualdade entre mulheres e homens”, sublinha”.

Marchas de Oliveira do Hospital foram “as melhores de sempre”

Oliveira do Hospital foi, no sábado à noite, a “capital das marchas populares”. Uma verdadeira multidão acorreu ao Parque do Mandanelho para apreciar mais uma dição das marchas populares seniores e infantis.


Três marchas infantis – FAAD, Obra D. Josefina da Fonseca e Centro Paroquial de Seixo da Beira – e sete marchas seniores –Arcial, Rancho Folclórico de Lagares da Beira, Associação Cultural e Recreativa de Lagares da Beira, Junta de Freguesia de Meruge e Associação de Desenvolvimento Social e Cultural do Vale do Cobral, Eptoliva e Avô, a que se juntou a marcha surpresa da Lajeosa- encantaram com a qualidade da sua prestação a que se juntou o bom acompanhamento das bandas filarmónicas do concelho. O evento com apresentação a cargo de José Conde e Ângela Cunha foi ainda enriquecido com a presença das marchas convidadas de Barqueiro (Taveiro) e a marcha de Alfama.

Numa noite quente foram muitos os que acorreram ao Parque do Mandanelho, levando a organização a fazer um balanço positivo do certame. Em declarações à Rádio Boa Nova, a vereadora da Cultura da Câmara Municipal considera mesmo que a 10ª edição das marchas foi “a melhor de sempre”. “Foram milhares e milhares de pessoas a assistir numa edição cheia de surpresas com momentos extraordinários de emoção, cor, música e brilho”, referiu Graça Silva.


Em resposta ao desafio lançado pelo presidente da Câmara da Figueira da Foz ao congénere de Oliveira do Hospital para  a participação de uma das marchas do concelho no evento das marchas da Figueira da Foz que acontece amanhã, 23 de junho, a marcha da freguesia de Meruge é a que vai estar presente. A seleção decorreu de sorteio participado por todas as marchas seniores do concelho oliveirense. 

Alexandrino responsabiliza políticos de Coimbra e defende "jornada de luta" em Oliveira do Hospital

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital entende estar "na hora" de se realizar uma "jornada de luta" no concelho em defesa de melhor saúde e das acessibilidades. José Carlos Alexandrino apela à mobilização por considerar que tem havido “mão política ao nível do distrito” a impedir avanços naquela área.


Com o tema da saúde, em particular da falta de médicos no concelho, a voltar a fazer eco no período antes da ordem do Dia da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, realizada sexta-feira à noite, o presidente da Câmara defendeu um extremar de posições. Defendeu por isso uma “jornada de luta” que seja participada pelos vários partidos políticos, empresários e população e que “deve ser o mais depressa possível” por se aproximarem as eleições legislativas.

Uma luta que “tem que ser do concelho” e que José Carlos Alexandrino entende que deve ser feita dada a falta de resposta do secretário de Estado da Saúde, leal da Costa, que após se mostrar recetivo ao projeto “revolucionário” apresentado pelo município se tem agora remetido ao silêncio. É que, adiantou, o prazo de três semanas para a marcação de uma reunião na ARS Centro, há muito que foi ultrapassado, “escondendo-se” o governante em sucessivas “desculpas”. Um comportamento que leva o presidente da Câmara a desconfiar de que “há corredores do poder político” que estarão a impossibilitar que este processo avance. “Não tenho dúvidas de que houve mão política ao nível do distrito de Coimbra. Alguém disse ao senhor Secretário de Estado para não fazer isso e deixar passar as eleições”, disse mesmo o autarca, verificando que situação semelhante se estará a passar com o processo do IC6. Em reunião de Assembleia Municipal disse ter conhecimento que, numa reunião da distrital do PSD Coimbra, terão defendido que o IC6 e o IC7 não deveriam ser feitos por causa do José Carlos Alexandrino. “Calei-me até hoje, mas na área da saúde não me posso conformar com esta partidarite”, afirmou.

Uma acusação que Nuno Vilafanha, deputado e presidente da Comissão Política de Secção do PSD refutou, garantindo nunca ter ouvido esse comentário. Assegurou que o IC6 é um das obras por que o PSD sempre lutou. “Nunca nenhum de nós diria isso”, frisou. 

Proposta para corredor alternativo ao IP3 pronta até eleições

O secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, assegurou ontem que a proposta de construção de um corredor alternativo ao IP3 - entre Viseu e Coimbra - estará pronta até final da legislatura e não será paga pelos contribuintes.

 

No final da cerimónia de inauguração das obras de requalificação da Estrada Regional 230 em Campo de Besteiros, no concelho de Tondela, distrito de Viseu, Sérgio Monteiro adiantou que "o trabalho preparatório, que tem vindo a ser desenvolvido, ficará pronto nesta legislatura, mas sem lançamento de concurso por falta de tempo”. Referiu que a construção desta ligação não vai ser paga pelos contribuintes. Assim, “poderão optar por uma autoestrada portajada sem custos para o contribuinte ou seguir pela ligação do IP3, com uma requalificação que tem de ser feita com muita parcimónia, cuidado e atenção, permitindo condições mínimas de circulação", referiu.

O representante do Governo evidenciou que o trabalho preparatório fica feito, ficando a solução à disposição do próximo Governo, que espera que "seja liderado por esta maioria para dar continuidade ao trabalho que foi feito".

"É uma ligação que não substitui o IP3, que complementa a oferta do IP3, correspondendo ao pedido dos autarcas da região. Será totalmente financiada por privados e utilizadores, já que não há dinheiro público envolvido nessa solução", acrescentou, apontando para “um valor inferior aos 600 milhões de Euros inicialmente apontados para esta solução".

O presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, aproveitou a visita do representante do Governo ao concelho para apelar ao não pagamento de portagens no IP3 se se vier a verificar alguma sobreposição no atual troço entre Viseu e Coimbra.

com:noticiasaominuto.com

Espaço IG passa a Pingo Doce em Oliveira do Hospital

O conhecido espaço IG (Irmãos Gonçalves) em Oliveira do Hospital vai passar para as mãos do Pingo Doce, do Grupo Jerónimo Martins. O negócio foi fechado na passada sexta-feira e a transição deverá ficar consumada até ao final do mês de julho.


Até aqui líder concelhio na área da distribuição alimentar, o espaço Irmãos Gonçalves tem os dias contados. Rui Gonçalves, administrador do espaço, avançou à Rádio Boa Nova que o negócio que “vinha a ser tratado há já algum tempo” foi fechado na passada sexta-feira. Do negócio faz parte o trespasse e o arrendamento do espaço pelo período de “15 anos mais 15”.

A vinda do Pingo Doce para Oliveira do Hospital há muito que vinha sendo falada, sendo que, mais recentemente, o s holofotes se centraram na possível instalação no espaço que os IG inauguraram em novembro de 2012. Rui Gonçalves conta que o negócio até já era para ter sido concretizado, mas por “estratégia deles” só agora se consumou por entenderem ser esta “a altura certa”. Refira-se que na próxima quinta-feira, 25 de junho, o espaço Continente situado a “paredes meias” com os IG abre as suas portas em Oliveira do Hospital.

Fechado o negócio com o Pingo Doce, os IG Supermercados desencadearam ontem uma ação de promoção com desconto de 50 por cento nos produtos de três marcas brancas, com duração até 24 de junho. A afluência foi de tal ordem, que ao final do dia de ontem o supermercado teve que repensar a sua estratégia ao conseguir esgotar o stock de que dispunha.

Os IG Supermercados asseguram 100 postos de trabalho diretos.  Os mesmos, segundo Rui Gonçalves, serão mantidos pelo Pingo Doce, "se assim for a vontade dos trabalhadores". A incógnita reside contudo quando às empresas na área do talho, frutaria, peixaria e padaria que operavam no interior do espaço IG Supermercados. “Irei ajudar, mas não será fácil”, disse o administrador dos IG.

Com o trespasse do negócio para o Pingo Doce, Rui Gonçalves e o irmão Carlos encerram o capítulo na área da distribuição alimentar. A marca IG irá continuar associada ao postos de combustíveis, bem como à distribuição de gasóleo de aquecimento e distribuição de gás em Oliveira do Hospital e na região. A nova aposta será na área do apoio à 3ª idade com a entrada em funcionamento de um lar de idosos.

De saída, Rui Gonçalves faz um balanço positivo do caminho percorrido na área do supermercado. “Foi um negócio muito bom. Foram vários anos da minha vida. Deixo uma equipa muito boa”, contou à Rádio Boa Nova.

Segunda Assembleia Geral do FCOH, não adiantou nada. Clube em risco de perder séniores e fechar portas.

Clube em risco de extinção por não aparecerem sócios para assumirem os órgãos sociais.

O clube tinha de inscrever as diversas equipas até ao dia 30 de Junho e não o vai fazer até essa data, porque a próxima assembleia já está marcada 6 de Julho.

Rui Monteiro, presidente da mesa da assembleia, já disse que "esta direção não vai andar a pedinchar que os sócios se organizem. Já tiveram tempo para o fazer" , acrescentado que "...é lamentável um clube como este ter um desinteresse total dos sócios. O clube é o que os sócios quiserem. Pelo que é visível neste assembleia, será para encerrar".

As Contas foram aprovadas com duas abstenções.

Com pouco mais de 20 sócios presentes, na maior parte são elemento que estão ligados aos órgão sociais actuais e escolas e secções do clube.  Pouco se discutiu sobre o essencial para o momento do clube, já que as alternativas apresentadas, foram "zero".

José Manuel Pereira, tesoureiro do clube, apresentou as contas actuais, sem dívidas a bancos e com declarações das finanças e segurança social "limpas".

Quem vier a seguir para os  órgão sociais, encontrará um clube sem qualquer tipo de divida.

As dividas existentes são assumidas na totalidade pela direcção que agora termina o mandato".

Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital reunida em sessão ordinária (Em atualização)

Decorre, por esta altura, a sessão ordinária da Assembleia Municipal da Oliveira do Hospital. Os trabalhos decorrem no Salão Nobre da Câmara Municipal onde teve lugar um minuto de silêncio em memória de João Soares. 

 

O período antes da Ordem do Dia está a ser marcado pela polémica em torno do acolhimento de refugiados no concelho, com o deputado do PSD Nuno Vilafanha a considerar que o presidente da Câmara "ultrapassou os limites da razoabilidade ao comparar o PSD local à extrema direita". Sobre esta matéria, Raul Costa e Carlos Carvalheira elogiaram o "humanismo" manifestado pelo executivo e seu presidente para acolher os refugiados.

 

António Lopes diz ter "direito aos documentos". "Porque é que não querem um membro da Assembleia diligente? De que é têm medo? Pedi uma comissão para analisar a questão das águas, porque é que não se discute?"interroga-se o deputado.

 

Momento de tensão na Assembleia Municipal com o presidente da União de Freguesias de Santa Ovaia e Vila Pouca a interromper a intervenção de António Lopes no momento em que questionava se "isto é uma Câmara ou uma tasca?". "É uma tasca e por mim ia-me já embora", reagiu Licínio Neves. No momento, António Lopes regressou ao seu lugar na Assembleia. 

 

Acessibilidades marcam a debate na Assembleia Municipal. André Pereira, deputado do PS dispara contra o governo por não voltar a contemplar o IC6 no novo Plano de Estratégia e Infraestruturas com um valor associado de 800 milhões de Euros. "É um escândalo", considerou.

 

Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital apela à mobilização coletiva numa manifestação de reivindicação por melhores condições de saúde e acessibilidades. José Carlos Alexandrino desafiou a participação de todos os partidos políticos, empresários e munícipes. O autarca responsabiliza os "corredores da política" pela falta de resposta do secretário de Estado da Saúde e pela não continuação do IC6.


José Carlos Alexandrino volta a "prestar contas" para esclarecer alegado desaparecimento de mais de 300 mil Euros denunciado por António Lopes na última reunião da Assembleia Municipal. A incumbir Francisco Rodrigues, responsável pela área financeira da autarquia, daquela explicação, o  presidente da Câmara assegura "ser a última vez" que dá explicações. Depois disto e no caso de persistência de suspeição, Alexandrino assegura fazer participação junto do Ministério Púbico. 

Continente abre dia 25 junho em Oliveira do Hospital

Ultimam-se os preparativos para a abertura da Loja Continente em Oliveira do Hospital. O espaço que assegura 80 postos de trabalho abre na próxima 5ª feira, 25 de junho.


São elevadas expectativas em torno daquela loja, acreditando a Câmara Municipal que que aquele espaço da cidade, contíguo ao Estádio Municipal, “vai ficar melhor” e que, a Loja Continente vai “trazer mais movimento a Oliveira do Hospital, porque “é única na região e é uma marca consagrada".


Com a instalação da nova superfície comercial, o presidente da autarquia, José Carlos Alexandrino, acredita que o concelho vai conseguir uma maior centralidade.

  Projeto da EPTOLIVA nos 10 finalistas ao Prémio FAQtos 2015

O projeto “Consciência” orientado pela docente Honorata Pereira e da autoria das alunas Cristiana Júlio, Daniela Mendes e Mariana Pimenta, do 3º ano do Curso Profissional de Técnico de Auxiliar de Saúde, em funcionamento no Pólo de Tábua da EPTOLIVA – Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil, consta na lista dos 10 projetos finalistas selecionados ao Prémio FAQtos 2015.


O Prémio FAQtos é um concurso a nível nacional, orientado para alunos do ensino secundário, que visa promover a formação de uma consciência coletiva em matéria de campos eletromagnéticos oriundos de fontes de telecomunicações (banda das radiofrequências), e do seu impacto na sociedade, bem como potenciais efeitos na saúde e ambiente. Os participantes devem abordar livremente um tema "Agarra a onda RF", tendo em vista a criação de um projeto ao longo do ano letivo.

Os 10 projetos finalistas serão apresentados no próximo dia 11 de Julho, numa cerimónia de entrega de prémios, onde o júri valorizará aspetos como a sua integração no tema do prémio, a originalidade e inovação, a qualidade do relatório final, a capacidade crítica e de análise, o envolvimento com a escola, bem como com outras entidades.

Esta seleção entre os 10 melhores é já uma grande conquista para este projeto, que merece o reconhecimento da direção da ADEPTOLIVA, esperando e desejando que este trabalho consiga obter os melhores resultados possíveis na fase seguinte do concurso.

Rádio Boa Nova na C2L (Com vídeo)

A Rádio Boa Nova foi convidada pela sua congénere de Chalette-sur-Loing para uma conversa, em consequência da estadia do Rancho Folclórico e Cultural de Lagares da Beira nessa cidade francesa.

 

Amanhã, sábado, entre as 11 e as 12 horas, vão estar no estúdio da Rádio Boa Nova à conversa com Albino José, Olga Bandeira, presidente da Junta Freguesia de Lagares da Beira, Alexandre Pinto, presidente do Rancho de Lagares da Beira e Fernando Roldão, locutor na Rádio Boa Nova, com a finalidade de fazerem um balanço dessa digressão.

FCOH espera por candidatos à direção do clube

O futuro do Futebol Clube de Oliveira do Hospital poderá ficar decidido esta noite. Para as 21h30 está marcada a Assembleia Geral do clube destinada à eleição dos corpos socais para o biénio 2015/2017. A inexistência de qualquer lista compromete a continuidade do clube.


A poucas horas da realização da Assembleia Geral do FCOH que se realiza no 1º andar da Casa da Cultura César Oliveira, o sentimento é de “incerteza” quanto ao aparecimento de uma lista que venha a suceder a atual equipa diretiva de Paulo Figueira. Os atuais membros da direção estão de saída e, até aqui, tem-se colocado em causa a continuidade do clube, dada o manifesto desinteresse dos sócios na constituição de listas alternativas.

Responsável pela condução dos trabalhos da reunião de logo à noite, Rui Monteiro disse à Rádio Boa Nova não ter qualquer indicação quanto ao aparecimento de uma lista, notando porém ter ouvido “alguns rumores”, mas “em concreto não há nada”.

Tal como os restantes elementos da atual direção, também Rui Monteiro está de saída do projeto. À Rádio Boa Nova, o ainda presidente da Assembleia Geral fala de “desgaste” por parte da equipa diretiva, sendo hora de se constituir “uma alternativa”. “Se não for hoje”, avisa que terá que ser numa segunda Assembleia Geral eleitoral que irá convocar. Se em nenhum momento surgir uma lista candidata, o caminho “é o da extinção do clube”. Uma situação que Rui Monteiro espera que não venha a acontecer, porque se trata de um clube com “77 anos, com história desportiva e social e de grande relevância a nível regional”. Nota é que “não se pode esperar que sejam sempre os mesmos à frente do clube”. 

foto:zerozero.pt

Oliveira do Hospital: Alunos com média positiva nos exames do 4º ano e negativa nos do 6º ano

Foi positiva a prestação dos alunos do 4º ano do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital nos exames nacionais de Português e Matemática. O mesmo não aconteceu com os alunos do 6º ano que, no geral, se ficaram pela avaliação negativa.


Os resultados dos exames do 4 e 6º anos realizados em maio, em todas as escolas do país, foram conhecidos na passada terça-feira, verificando-se até a uma subida das médias alcançadas comparativamente com anos anteriores em ambas as disciplinas, quer no 4º, quer no 6º anos de escolaridade.

Convidado pela Rádio Boa Nova a fazer uma análise aos resultados obtidos pelos alunos do Agrupamento de Escolas de  Oliveira do Hospital que fizeram prova dos seus conhecimentos, Carlos Carvalheira verifica que no caso dos alunos do 6º ano “as coisas não correram por aí além”. O presidente do Agrupamento de Escolas oliveirense referia-se assim à média negativa que resultou da prestação dos 237 alunos quer na prova de Português, quer na de Matemática, e que foi de 2,40 e 2,19, respetivamente.

“Francamente melhor” foi a prestação dos 163 alunos do 4º ano do Agrupamento de Escolas oliveirenses. No exame de Português, a média final foi de 3.44 e no de Matemática foi de 3,34.

A média negativa ao nível dos alunos do 6º ano não deixa de preocupar a direção do Agrupamento de Escolas. Carlos Carvalheira adiantou à RBN que a “situação vai ser analisada em conselho de departamentos”. O responsável assegura que a realização das provas decorreu “normalmente”, porém “o facto de se fazer um exame pode condicionar o aluno”. Acredita que “a instabilidade emocional pode ter contribuído para esta situação”.

Hoje termina a 1ª fase de exames nacionais para os alunos do 9º ano. Prosseguem entretanto os exames do secundário.

  

Ministério da Saúde atribui Medalha de Ouro à Faculdade de Medicina de Coimbra

O Ministério da Saúde decidiu pela atribuição da Medalha de Ouro à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. Esta distinção é atribuída pelo ministro da Saúde, Paulo Macedo, esta sexta-feira, durante a sessão de abertura das XXV Jornadas Internacionais de Oftalmologia de Coimbra. 


Em comunicado, a FMUC salienta o facto de ser "a primeira Faculdade do país a receber tal distinção". Enquanto Escola Médica de Coimbra, "tem sido responsável pela formação de milhares de médicos, muitos deles reconhecidos em todo o Mundo, que dignificaram, e continuam a dignificar, a Medicina Portuguesa e Portugal", afirma a Direção da Faculdade.

A FMUC distingue-se igualmente na área da investigação, através de centros e institutos multidisciplinares de investigação, como o IBILI – Instituto Biomédico de Investigação da Luz e Imagem, o CIMAGO – Centro de Investigação em Meio-Ambiente, Genética e Oncobiologia ou IME – Instituto Multidisciplinar do Envelhecimento. 

Desenvolve, atualmente, alguns projetos pioneiros em áreas tão diversas como neurociências, visão, cardiovascular ou ambiente e genética; angariou uma verba de 2,4 milhões de euros da Comissão Europeia (ERA@UC) para investigar, durante cinco anos, uma área do envelhecimento humano; é candidata a um financiamento europeu (mais de 20 milhões euros) de um projeto de ação Teaming do programa Horizonte 2020; é sócia fundadora e promotora do consórcio Ageing@Coimbra, em que a região adquiriu a atribuição do estatuto de Região Europeia de Referência de Envelhecimento Ativo e Saudável, bem como é parceira da KIC (Knowledge and Innovation Communities) vencedora a nível europeu, estando inserida no EIT Health.

No âmbito da cooperação internacional com os países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP), a FMUC "apoia a criação da Faculdade de Medicina de Cabo Verde, com base num protocolo assinado entre os dois países".

Programa "Nós As Mulheres" da responsabilidade de Natália Novais falou hoje sobre a Igualdade de Género

José Francisco Rolo, Helena Berardo e Ana Rodrigues da Equipa "Igualdade Local, Cidadania Responsável" promotora do projeto "Promoção da Igualdade de Género" foram três dos convidados em estúdio. Chamados à conversa foram também Manuel Garcia, Técnico social da ARCIAL e Fernanda Cabral, funcionária da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital, em representação de cada um dos géneros. Manuel Garcia "num mundo de mulheres" e Fernanda Cabral "num mundo de homens"Desta forma, a Rádio Boa Nova antecipou a comemoração do Dia Municipal para Igualdade de Género que se assinala em Oliveira do Hospital, no próximo domingo, 21 de junho.

Acompanhe em 100.2 FM ou através da emissão online disponível em ww.radioboanova.com

a repetição do programa domingo, 21 de junho, a partir das 14h00.

Oiça também em Podcast o programa.

Investimento britânico de 2,5 milhões de Euros na Bobadela em projeto de Turismo Senior

 Um empresário britânico prepara-se para avançar com a construção de um complexo de 16 vivendas em banda para Turismo Senior na freguesia da Bobadela, concelho de Oliveira do Hospital, num investimento de 2,5 milhões de Euros. A primeira fase das obras já foi adjudicada a uma empresa de construção do concelho.


O projeto vai nascer entre a Senhora da Luz e o campo de futebol da localidade da Bobadela e está direcionado para a vertente de turismo senior para o mercado britânico. Há já alguns anos que este projeto vinha sendo trabalhado e negociado, estando agora confirmado o arranque das obras com a adjudicação da primeira fase a uma empresa oliveirense.

Satisfeito por as negociações se terem revelado frutíferas, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital vê neste investimento uma forma de se “alavancar a freguesia da Bobadela”. Para trás fica um demorado processo de negociações relacionado com as áreas de cedência, obrigando a Câmara Municipal, dentro do que o regulamento prevê, a “alguma flexibilidade”. “Houve aqui um bom trabalho do executivo para não deixar fugir este investimento que chegou a estar em causa”, explica o autarca a propósito do projeto que chegou a estar pensado para o Sul de Espanha.

O projeto de Turismo de Residencial Senior destina-se ao mercado britânico. Atendendo “à polémica dos refugiados” no concelho, o presidente da Câmara disse esperar que “outros não digam que também eles (os britânicos) não devem vir para cá”.

SEF identifica 32 futebolistas em situação ilegal na região Centro  

 O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) voltou a fiscalizar clubes de futebol da zona Centro e voltou a encontrar jogadores estrangeiros em situação ilegal. Desta vez foram identificados 32, sendo que sete foram mesmo detidos porque já tinham sido notificados para deixar Portugal há mais de seis meses.


Esta pode ser considerada a terceira fase de uma operação com que o SEF da região Centro quer combater a presença ilegal de jogadores nos vários escalões e divisões do futebol.

Começou em Novembro do ano passado com a fiscalização a 60 clubes de seis distritos (Coimbra, Aveiro, Viseu, Leiria, Guarda e Castelo Branco) durante a qual foram detectados 157 ilegais. Eram maioritariamente brasileiros, com idades entre os 18 e os 25 anos.

A operação continuou durante os seis meses seguintes com a vigilância de jogadores, clubes e empresários, e monitorizando quem cumpriu as notificações que tinham sido emitidas.

Agora, durante o mês de Maio, os inspectores do SEF voltaram à carga procurando especificamente os clubes que nada tinham feito para regularizar a situação dos seus jogadores.

Foram fiscalizados 22 clubes, metade dos quais do distrito de Coimbra.

Para além de dezenas de processos administrativos, não só relativos à regularização processual dos jogadores mas também ao pagamento de contra-ordenações por parte dos clubes que os empregam, o SEF e o Ministério Público têm ainda em curso – só na região centro do país – seis inquéritos crime envolvendo clubes e empresários de futebol.

Entre os arguidos já constituídos está um empresário estrangeiro e dois clubes, bem como os respectivos dirigentes.

Com:rr.pt

Sessão de esclarecimento sobre mercado energético e descontos sociais em Oliveira do Hospital

Realiza-se hoje, pelas 15h30, uma sessão de informação e esclarecimento aos consumidores sobre “As mudanças do mercado energético e os descontos sociais”. A sessão decorrerá no auditório da Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital, terá a duração máxima de duas horas e é aberta ao público, de participação gratuita.


A dinamização do encontro surge depois do desafio lançado pela AREAC – Agência Regional de Energia e Ambiente do Centro à Câmara Municipal e à ADI – Agência de Desenvolvimento de Tábua e Oliveira do Hospital, que foi aceite por estas entidades no âmbito da sua política de promoção de sessões de informação e esclarecimento aos cidadãos.

Serão abordados os temas da mudança de mercado regulado para o mercado liberalizado bem como os descontos sociais na energia – tarifas sociais da eletricidade e do gás natural e ASECE (Apoio Social Extraordinário ao Consumidor de Energia), assuntos de relevância para os consumidores. 

Capotamento com trator matou homem em S. João da Pesqueira

Um homem morreu ontem de manhã na sequência do capotamento do trator que conduzia numa quinta em Valongo dos Azeites, no concelho de S. João da Pesqueira, disse à agência Lusa fonte dos bombeiros.


O comandante dos Bombeiros de S. João da Pesqueira, Paulo Esteves, explicou que o homem "ia a subir uma encosta em patamares" e, na traseira do trator, levava "uma alfaia a deitar sulfato". "A inclinação era bastante grande, o trator rodopiou e capotou", ficando em cima do condutor, acrescentou. O óbito foi declarado no local pelo médico que estava no helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) sediado em Macedo de Cavaleiros e que se deslocou a Valongo dos Azeites. Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Viseu, além do helicóptero, estiveram no local sete veículos e 21 operacionais.

Segundo dados revelados em março deste ano pela GNR, três em cada quatro acidentes de trator resultam na morte dos passageiros e 70% das vítimas resultam de capotamentos. Entre janeiro de 2013 e julho de 2014, a GNR registou 256 acidentes com tratores agrícolas no continente, que provocaram 115 vítimas mortais e 83 feridos graves.

A Rádio Boa Nova com o Rancho de Lagares da Beira em França

A Rádio Boa Nova acompanhou, no passado fim de semana, o Rancho Folclórico e Cultural de Lagares da Beira na sua digressão a Chalette-sur-Loing cidade francesa de cerca de 14 mil habitantes, situada a cerca de 80 km de Orleans e 200 de Paris, na região de Centre-Val de Loire, departamento Loiret, cidade de Montargis.

 

Dias inesquecíveis, onde as saudades da terra natal foram atenuadas, com a presença deste grupo de Lagares da Beira. A comunidade lagarense excedeu-se na recepção aos seus conterrâneos, contando também com a presença de centenas de portugueses de outras origens.

A presidente da Junta de Freguesia de Lagares da Beira, Olga Bandeira, estava de parabéns e feliz pelo evento, tendo sido recebida e acompanhada pelo Maire Franck Demaumont , presidente da câmara local.

Dois dias de franco convívio, onde a gastronomia, as tradições, a música e a amizade foram os condimentos desta receita, servida pelos portugueses radicados nesta localidade, onde cerca de 20% dos habitantes são portugueses.

A Rádio Boa Nova foi convidada pela sua congénere francesa a C2L,que emite em 89.3 FM, para uma conversa, que contou com a presença da presidente da Junta Freguesia de Lagares da Beira, Olga Bandeira, o presidente do Rancho, Alexandre Pinto e também Fernando Roldão,  representante da RBN, entre as 11h30 e as 12h30 de domingo,14 de Junho de 2015(hora francesa).

Intercâmbio sociocultural muito positivo e um bom exemplo a seguir por outras instituições e comunidades.

Aproveitamos para agradecer o convite que nos foi endereçado, destacar a maneira como fomos tratados, quer por parte da direcção, quer de todos os elementos do Rancho, bem como de toda a comunidade portuguesa e Junta de Freguesia de Lagares da Beira.

A Rádio Boa Nova pôde, assim, contribuir para levar aos quatro cantos do mundo, em www.radioboanova.com , os directos efectuados, as emoções de todos os que, de um lado ou de outro, estiveram connosco, encurtando as distâncias.

As fotos são uma legenda colorida dos belos momentos vividos.

Obrigado e até à próxima.

 

Nelas quer criar Organização de Produtores de Leite na Quinta da Cerca

A Quinta da Cerca, em Nelas, poderá vir a acolher uma unidade de exploração de ovinos e caprinos com vista à investigação e melhoramento do maneio e genética dos animais. No local deverá ser instalado um rebanho entre as 100 e as 200 ovelhas, com respetivo ovil, ordenha mecânica e desenvolvimento dos pastos.


Para o efeito, o município de Nelas encetou negociações com o vizinho de Mangualde e a Cooperativa Agropecuária de Agricultores daquele concelho com o objetivo de se organizar uma fileira de produtores de leite de ovinos e caprinos. É entendimento de que “uma maior organização da produção é benéfica, não só para os produtores que vêm os recursos de colocação das suas produções no mercado reforçado, bem como assegurada a regularidade e qualidade de abastecimento ao nível da cadeia de comercialização”.

Na prática, o projeto visa constituir uma Organização de Produtores de Leite de Ovinos e Caprinos- OPLOC de Nelas e Mangualde, sobretudo com a recolha do leite da ovelha Bordaleira, com que se faz o queijo da Serra da Estrela, ultrapassando as barreiras existentes à inovação de pequenas e médias empresas, nomeadamente os custos elevados, a indisponibilidade de capitais próprios e a dificuldade de acesso ao crédito, bem como a fraca disponibilidade de recursos humanos num setor em que proliferam as microempresas.

“Eu Leio, Tu Lês, Ele Escreve" com Samantha McMurray na Rádio Boa Nova

Samantha McMurray foi a convidada da rubrica “Eu Leio, Tu Lês, Ele Escreve” desta quarta-feira na Rádio Boa Nova. Na conversa com Rosa Simões e Fernando Roldão, a escritora falou da sua paixão pela cozinha e que esteve na base do seu blogue “Eat Love” e do lançamento do conhecido livro “Sumos com Segredos”, que reúne mais de 60 receitas de sumos, snacks e pequenos almoços. O livro tem a chancela da editora “Zero a Oito”.


“Eu leio, Tu Lês, Ele Escreve” acontece quinzenalmente, às quartas feiras, entre as 11h00 e as 11h30. Da responsabilidade de Rosa Simões, a rubrica tem condução a cargo de Fernando Roldão. 

Alexandrino acredita que fusão das caixas foi inviabilizada por “interesses pessoais”

O presidente da Assembleia Geral da Caixa de Crédito Agrícola de Oliveira do Hospital lamenta a posição dos sócios da Caixa da Beira Centro, com sede em Arganil, no processo de fusão das duas caixas. Certo das vantagens da fusão para “todo o território”, José Carlos Alexandrino acredita que o projeto foi chumbado “por algumas pessoas com interesses pessoais e que fizeram campanha contra o projeto”.


A proposta de fusão apresentada segunda-feira à noite aos sócios das  Caixas Agrícola de Oliveira do Hospital e da Beira Centro foi chumbada pela maioria dos sócios da Caixa com sede em Arganil. Em Oliveira do Hospital os 152 sócios presentes foram unânimes no voto favorável. Satisfeito com “a aclamação à fusão” que partiu de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino lamenta que da parte dos sócios da Beira Centro o mesmo não tenha acontecido.

Em causa estava, segundo adiantou à Rádio Boa Nova, um “processo de fusão muito negociado, onde se partiu muita pedra” e que tinha a concordância dos responsáveis pelas duas Caixas e do Conselho de Administração do Crédito Agrícola Nacional”. Um “acordo razoável e com vantagens para todo o território e não apenas para Oliveira do Hospital como alguns querem fazer crer”, referiu. Atendendo ao resultado da votação – em Arganil apenas 17 sócios votaram a favor e cerca de 50 votaram contra – Alexandrino acredita que o chumbo se deveu à falta de compreensão do projeto por parte de alguns sócios, mas sobretudo a “interesses pessoais e não interesses do crédito agrícola nacional”.

 O presidente da Assembleia Geral da Caixa Agrícola oliveirense assegura que este chumbo não faz estremecer a estrutura do banco de Oliveira do Hospital, que é “uma caixa que tem futuro”. Porém, entende que a fusão terá que acontecer “mais cedo ou mais tarde”, sendo este um “processo natural” que se vem verificando em todas as caixas do país. “Havia mais de 200 caixas e hoje há 80, é um processo natural”, frisou, assegurando que este é um processo que “não está fechado”. 

Conte com subida da temperatura

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para esta quarta-feira no continente céu pouco nublado ou limpo, vento em geral fraco do quadrante norte, soprando moderado durante a tarde de noroeste na faixa costeira ocidental e, de sudoeste na costa sul do Algarve.


Está também prevista neblina matinal no litoral centro e subida de temperatura, em especial da máxima e no litoral oeste. Em Lisboa as temperaturas vão oscilar entre 17 e 31 graus Celsius, no Porto entre 15 e 28, em Vila Real 13 e 28, em Bragança 11 e 26, em Viseu entre 14 e 27, na Guarda entre 12 e 24, em Castelo Branco entre 16 e 31, Évora entre 14 e 33, em Beja entre 16 e 35, em Faro entre 21 e 29 e em Santarém entre 14 e 33 graus. Vinte e sete regiões do país apresentam hoje risco muito alto e alto de exposição à radiação ultravioleta.

De acordo com o IPMA, Aveiro, Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Funchal, Guarda, Leiria, Lisboa, Penhas Douradas, Porto, Portalegre, Porto Santo, Sagres, Santarém, Setúbal, Sines, Viana do Castelo, Viseu, Vila Real e Santa Cruz das Flores estão hoje com risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV).

Em risco alto de exposição à radiação UV estão também, segundo o IPMA, Horta, Ponta Delgada e Angra do Heroísmo (Açores). Para as regiões com níveis muito altos e altos, o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, 't-shirt', guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao sol. De acordo com o IPMA, a radiação ultravioleta pode causar graves prejuízos para a saúde se o nível exceder os limites de segurança, sendo que o índice desta radiação apresenta cinco níveis, entre o baixo e o extremo, com onze.

Mil participantes em mais uma edição das Marchas de Oliveira do Hospital (ATUALIZADA)

Teve início a contagem decrescente para mais uma edição das Marchas Populares de Oliveira do Hospital. O evento acontece no próximo sábado, 20 de junho, a partir das 20h30, no Parque do Mandanelho,  envolvendo cerca de mil participantes. 

 

A contar com a participação de três marchas infantis – Obra D. Josefina da Fonseca, Fundação Aurélio Amaro Diniz e Centro Social e Paroquial de Seixo da Beira - e seis marchas seniores – Arcial, Rancho Folclórico de Lagares da Beira, Associação Cultural e Recreativa de Lagares da Beira, Junta de Freguesia de Meruge e Associação de Desenvolvimento Social e Cultural do Vale do Cobral, Eptoliva e Avô- acompanhadas pelas quatro bandas filarmónicas do concelho, a edição das marchas vai ainda contar com duas marchas convidadas, a marcha da Barqueira-  Taveiro e a repetente marcha de Alfama, classificada em 2º lugar na edição das marchas de Lisboa.

As expectativas em torno das marchas de Oliveira do Hospital são elevadas tendo em conta a qualidade verificada em anos anteriores. A edição deste ano já supera contudo as edições passadas. Com uma marcha nova - da Eptoliva – a iniciativa vai envolver um total de mil participantes.

Números de que se orgulha a vereadora da Educação e Cultura, Graça Silva, destacando a projeção que as marchas da cidade têm conseguido a nível nacional. “Têm fama, bom nome e boas referências”, afirmou em conferência de imprensa. Números de que se orgulha a vereadora da Educação e Cultura, Graça Silva, destacando a projeção que as marchas da cidade têm conseguido a nível nacional. “Têm fama, bom nome e boas referências”, afirmou em conferência de imprensa.

José Francisco Rolo, vice-presidente da autarquia, adiantou de igual modo que o objetivo é “fazer das marchas um grande fator de afirmação da cultura de raiz popular de Oliveira do Hospital. De olhos postos na grande noite, de 20 de junho, o responsável espera que o parque “esteja cheio de gente” e que “todas as marchas brilhem”.

Novidade no certame é largada de 300 balões em homenagem às mulheres e homens vítima de violência doméstica. Desta forma, o município assinala do Dia Municipal para a Igualdade de Género que se comemora no concelho no dia 21 de junho. 

Mostra “Da Nossa Terra” assinalou cinco anos em Oliveira do Hospital

A Mostra de Produtos Biológicos e Agrícolas em Modo de Produção Tradicional de Oliveira do Hospital - “Da Nossa Terra” atingiu cinco anos de realização ininterrupta, um aniversário que foi comemorado com uma edição especial, no passado sábado.


No Mercado Municipal, as bancas encheram-se com o colorido dos produtos frescos, da época, vindos diretamente 'da terra' desde a fruta aos hortícolas, e aos quais se juntaram outros igualmente saborosos, como o mel, as compotas e licores; o pão, enchidos e queijo, entre outros. Bancas repletas do melhor que os participantes na mostra “Da Nossa Terra” produzem e onde os consumidores, que por lá passaram durante a manhã, encontraram diversidade e frescura nos produtos biológicos ou agrícolas em modo de produção artesanal.

Nesta edição especial, comemorativa do quinto aniversário, “Da Nossa Terra” regressou ao seu espírito de origem e foi oferecida uma sopa coletiva, com a colaboração da Liga de Iniciativa e Melhoramentos de Travanca de Lagos. A par disso houve também animação.

Pioneira na região, a mostra há muito que ultrapassou as fronteiras do concelho e é procurada por diferentes segmentos de consumidores que ali encontram produtos tradicionais de excelência trazidos pelos agricultores e produtores artesanais. Promovida pelo Município de Oliveira do Hospital (MOH) e pela ADI – Agência para o Desenvolvimento Integrado de Tábua e Oliveira do Hospital, "ganhou notoriedade nestes cinco anos e está mais do que consolidada, numa altura em que o próprio Ministério da Agricultura reconhece a importância do segmento dos “mercados de proximidade”.

Produtor de Alvôco de Várzeas, Edmaro Rodrigues, fez um balanço “positivo” da mostra que é importante para os produtores e para o concelho. Mensalmente traz consigo licores e compotas que confeciona com os produtos que ele próprio colhe no seu quintal, bem como frutas e hortícolas da época, “o que tem sempre mais procura” por parte dos consumidores.

Também Elza Almeida conta com um orgulhoso sorriso que participa nesta mostra desde a primeira edição. Noutra banca, Inês Rodrigues vendia a penúltima broa. Presença assídua no último ano e meio, está satisfeita pela oportunidade que a mostra lhe dá para vender os produtos da época excedentes da horta e outros que faz propositadamente para a “Da Nossa Terra”, como o pão que “vendo sempre quase todo”.

No momento em que se assinalam cinco anos, o vereador do Turismo, Ambiente e Qualidade de Vida, José Francisco Rolo refere, a mostra se mantém “porque continua a existir uma agricultura familiar que cada vez se afirma mais como produção de qualidade, amiga da saúde e a preços acessíveis. 

Venda de cerveja e vinho proibida a menores a partir de 1 de julho

As alterações à atual lei do álcool eliminam a distinção de idades, juntamente com os tipos de bebidas, e entra em vigor já no início do próximo mês.


A nova lei do álcool veio ditar a proibição de venda de quaisquer bebidas alcoólicas, espirituosas ou não, a todos os menores. No entanto, a mesma lei não inclui distinção entre os menores de 16 e 18 anos nem dos tipos de bebidas alcoólicas.

De acordo com o diploma publicado hoje em Diário da República, analisado pelo Diário Económico, as alterações feitas a esta lei já incluem essa distinção e vai entrar em vigor a partir de dia 1 de Julho. É ainda eliminada a distinção entre maiores de 18 ou maiores de 16 anos para o consumo de bebidas alcoólicas, sejam elas espirituosas ou não espirituosas.

Até agora, a lei em vigor impedia os adolescentes de 16 ou 17 anos de terem acesso  a bebidas espirituosas, ou seja, podiam consumir bebidas como cerveja ou vinho. As alterações a esta norma, além de já não fazerem distinção de idades, também deixam de diferenciar os tipos de bebidas alcoólicas.

Além dos menores, a proibição continua a abranger "quem se apresente notoriamente embriagado ou aparente possuir anomalia psíquica". A violação desta nova lei pode resultar numa contraordenação punível com multas entre 500 a 3.740 euros e entre 2.500 e 30 mil euros,  dependendo se o caso for singular ou coletivo.

Beira Centro "chumbou" fusão com Caixa de Crédito Agrícola de Oliveira do Hospital

Saiu gorada a tentativa de fusão da Caixa de Crédito Agrícola da Beira Centro com a Caixa de Oliveira do Hospital. Maioria dos sócios da Caixa com sede em Arganil votou contra. Em Oliveira do Hospital os sócios votaram favoravelmente.


O projeto de fusão das duas caixas, preparado pelos corpos sociais de cada estrutura, foi ontem apresentada aos sócios em reunião de Assembleia Geral. Porém, ainda que com uma menor representação (cerca de 70 no total) os sócios da Caixa da Beira Centro (abrange oc oncelhos de Arganil, Góis, Lousã, Poiraes e Tábua) deliberaram pela não aceitação do projeto, registando-se apenas 17 votos a favor. Participada pelo dobro dos sócios presentes em Arganil, a assembleia geral em Oliveira do Hospital deliberou precisamente pela aprovação do projeto de fusão.

A intenção de fusão das duas caixas não é nova. Há cerca de nove anos uma primeira tentativa também já tinha saído gorada. Ontem, o novo projeto não mereceu a concordância dos sócios, ficando sem efeito a intenção de conferir “maior escala e dimensão” às caixas da Beira Centro e de Oliveira do Hospital.

 Uma decisão que Francisco Batista, presidente da Caixa da Beira Centro, aceita por ser aquela a “manifestação dos sócios” e porque “em democracia temos que aceitar resultados”. “Acharam que o projeto não seria o mais vantajoso e o não venceu”, referiu. O responsável e conhecido empresário não deixa porém de considerar que se tratava de um “bom projeto em termos de futuro” no sentido de fazer das duas caixas “um banco forte”. Francisco Batista revela-se porém esperançado de que, num futuro próximo, os sócios da Caixa da Beira Centro reconheçam o “erro” e se avance para o processo de fusão. Entende que “este não é um processo fechado”

A deslocalização da sede da Caixa da Beira Centro para Oliveira do Hospital terá sido um dos motivos que levou ao voto contra dos sócios da Beira Centro. A sede administrativa ficaria localizada em Arganil. Em caso de fusão, as duas caixas passariam a designar-se Caixa de Crédito Agrícola Mútuo da Beira Serra e Açor.

A Rádio Boa Nova tentou chegar à fala com o administrador da Caixa Agrícola de Oliveira do Hospital, porém Armando Lopes revelou-se indisponível para fazer qualquer comentário.  A Rádio Boa Nova sabe, contudo, que o “chumbo” do projeto contraria a intenção de fusão que vinha sendo defendida com o objetivo de “ganhar escala e dimensão favorável ao tecido empresarial do concelho”.  Porém, apurou a RBN, este revés não afeta a estrutura da caixa oliveirense que se encontra “numa situação financeira confortável”. Esta era para os corpos sociais de ambas as caixas “uma fusão natura” dada a proximidade dos dois concelhos.

Francisco Batista

Eptoliva distinguida no projeto da Fundação Ilídio Pinho

A Eptoliva – Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil, foi distinguida com uma Menção Honrosa pelo desenvolvimento do projeto Akiqueijo&mais no âmbito da sua participação na 12ª edição do projeto “Ciência na Escola” da Fundação Ilídio Pinho.


Akiqueijo&mais, projeto coordenado pela docente Honorata Pereira e desenvolvido por Bruno Paulino, Daniela Pinto e Ana Beatriz Ribeiro, alunos do curso profissional de Técnico de Auxiliar de Saúde, em funcionamento no Pólo de Tábua, foi reconhecido numa das três Menções Honrosas atribuídas ao 4º escalão – ensino secundário, identificando a Eptoliva como a única escola da DRSC - Direção Regional de Serviços da Educação do Centro, na lista final de premiados deste escalão dos projetos concorrentes a nível nacional a este “Concurso de Ideias”.


A mostra de projetos e cerimónia pública de entrega dos prémios decorreu nos dias 8 e 9 de junho, no Pavilhão do NERCAB em Castelo Branco. O prémio conseguido pela Eptoliva muito orgulha a direção da ADEPTOLIVA, tendo a Diretora Pedagógica, Maria José Brito e o Diretor Executivo, Joel Vasconcelos, marcado presença nesta cerimónia, congratulando-se “com mais este reconhecimento público, que vem atestar não só a qualidade da formação científica e tecnológica ministrada nesta Escola, como o sucesso do projeto educacional preconizado pela Eptoliva, que aposta na inovação e empreendedorismo como ferramentas de aprendizagem, consolidando a Eptoliva como a escola mais empreendedora da região”.

Ténis de Mesa: CCPOH em 2º lugar no torneio da Figueira da Foz

A equipa de ténis de mesa do Clube de Caça e Pesca de Oliveira do Hospital classificou-se em 2º lugar no I Torneio Nicolau Mónica, organizado pelo Ginásio Clube Figueirense.


Este evento decorreu na passada quarta-feira, 10 de junho, no pavilhão Galamba Marques, na Figueira da Foz, e contou com a participação de oito equipas. A divulgação da modalidade na cidade e a preparação da equipa ginasista para a fase de qualificação à 2.ª divisão nacional foram os principais objetivos da prova.

A Associação dos Amigos de Ténis de Mesa da Região Centro, equipa que disputou o campeonato nacional da 1ª divisão, foi a vencedora do torneio ao derrotar na final o Clube de Caça e Pesca de Oliveira do Hospital.

Recorde-se que o clube oliveirense terminou recentemente o campeonato nacional da 2ª divisão no 4º lugar, sendo o grande dinamizador da modalidade no concelho.

É de assinalar que o ténis de mesa tem conquistado importantes títulos para Portugal. Depois da vitória no Campeonato da Europa, a seleção portuguesa conquistou ontem a medalha de ouro nos Jogos Europeus que estão a decorrer em Baku, no Azerbaijão.

 

Coimbra: PJ apreende 1.500 doses de heroína em detenção de suspeito de tráfico

A Diretoria do Centro da Polícia Judiciária (PJ) informou hoje ter detido em Coimbra um homem de 36 anos suspeito de tráfico de estupefacientes e apreendido cerca de 1.500 doses de heroína.


O indivíduo, sem profissão e com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, foi detido no âmbito de uma investigação que "já decorria há alguns meses, na cidade de Coimbra", afirmou a PJ, em comunicado.

Durante a detenção, foram apreendidas 1.500 doses de heroína, 400 doses de cocaína, "produto de corte", uma balança de precisão, um computador portátil, um GPS, uma máquina fotográfica, uma viatura ligeira e 2.580 euros em numerário", referiu.

Segundo o comunicado, o detido está em prisão preventiva, após ter sido presente a primeiro interrogatório judicial.

Seia: Atleta de BTT atropelado em Fátima morreu ontem em hospital de Lisboa

Ricardo Cruz, atleta de BTT, residente no vizinho concelho de Seia não resistiu aos ferimentos provocados por atropelamento em Fátima, no dia 10 de junho. Morreu ontem no Hospital de Santa Maria, em Lisboa.


O atleta que recentemente venceu a prova de BTT realizada em Oliveira do Hospital tinha partido de Seia em direção a Fátima. No dia 10 de junho, pelas 13h00, foi atropelado na Avenida Beato Nuno. Devido à gravidade dos ferimentos, o ciclista foi helitransportado para o Hospital de Santa Maria em Lisboa. Morreu ontem naquele hospital da capital.

Foto: Nuno Ribeiro

Oliveira do Hospital: Alexandrino e vereador da oposição exaltados devido a dívida herdada de executivo social democrata (com vídeo)

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, exaltou-se com o único vereador do PSD, em reunião pública do executivo, a propósito das dívidas que herdou quando assumiu o primeiro mandato em 2009.


O autarca elevou o tom quando, a propósito do programa Casa Digna, lamentou que o governo não tenha dado seguimento ao anterior programa que, num trabalho conjunto entre a Segurança Social e os municípios, possibilitava a reabilitação de habitações a idosos carenciados, situação que beneficiou 15 casas no concelho. Na ocasião João Brito, único vereador do PSD no executivo saiu em defesa do governo, verificando que o governo terminou aquele programa porque “não tinham dinheiro, não o deixaram lá”.

Uma defesa que não caiu bem junto de José Carlos Alexandrino, notando que o anterior executivo PSD “também não deixou dinheiro”, lembrando mesmo que não foi seu tempo que se fez o empréstimo de cinco milhões que, por não ter sido usado na totalidade, penalizou as contas do município em 250 mil Euros. Recordou que quando assumiu a presidência da Câmara, a dívida municipal ultrapassava os 7,5 milhões de Euros.

Na ocasião, João Brito, vereador do PSD lembrou que também o atual executivo contraiu já empréstimo de 450 mil Euros, valor que, Alexandrino, garante ainda não ter usado. Há seis anos na liderança da Câmara, o autarca disse ter sido com a sua liderança que foram feitas amortizações ao empréstimo de cinco milhões de Euros e que até agora “só tem pago empréstimos dos outros”. João Brito, recordou que também o executivo PSD pagou empréstimo contraído por César Oliveira (PS) e que “não foi pequeno”.  "No tempo de vacas gordas era tudo mais fácil", frisou o presidente da Câmara.

Exames nacionais começam hoje com prova de Português

Alunos do 9º ao 12º ano iniciam esta segunda-feira os exames nacionais, estando inscritos cerca de 97 mil no ensino básico e 162 mil no secundário para a primeira fase.

Para a prova de Língua Portuguesa do 9º ano, às 9h00, estavam inscritos 94.295 alunos, segundo dados provisórios do Ministério da Educação.


Da parte da tarde, mais de 78 mil alunos deverão fazer a prova de Português do 12º ano.

Hoje realizam-se ainda exames de Português Língua Não Materna e Latim, para um menor número de alunos.

O novo acordo ortográfico já vai ser aceite nos exames nacionais. Porém, o novo acordo ortográfico só entra em vigor nas escolas no próximo ano letivo.

Terça-feira de manhã realizam-se exames de secundário a Biologia e Geologia (57.992 inscritos), História B (960) e Matemática Aplicada às Ciências Sociais (9674) e à tarde de História da Cultura e das Artes (5274). A primeira fase dos exames nacionais decorre até 30 de Junho, com um total de 351.902 inscrições para exame às várias disciplinas.

com:tsf.pt

Oliveira do Hospital: Casal ficou ferido em mais um acidente na EN17

Sucedem-se os acidentes na EN17, conhecida por Estrada da Beira. No sábado passado, no cruzamento do Lidl, um casal ficou ferido sem gravidade em aparatoso acidente que envolveu uma viatura ligeira e um camião.


O acidente ocorreu pelas 11h15 de sábado, sendo resultado da colisão entre uma viatura pesada que seguia no sentido Oliveira do Hospital- Seia e uma viatura ligeira que, segundo o comandante dos bombeiros voluntários oliveirenses,  “se presume que estaria a sair do Lidl em direção a Oliveira do Hospital”. À Rádio Boa Nova, Emídio Camacho indicou que os dois feridos ligeiros eram os ocupantes da viatura, que tiveram que ser desencarcerados. Ambos foram assistidos no local por duas ambulâncias da corporação oliveirense.

O trânsito chegou a estar cortado nos dois sentidos. A GNR esteve no local a controlar a operação. A situação foi regularizada pelo meio dia.

O acidente ocorrido no sábado junto ao cruzamento do Lidl, no concelho de Oliveira do Hospital, é apenas mais um a somar à extensa lista de sinistros verificados naquela via. Uma situação que se agravou com o aumento do tráfego de viaturas pesadas. “É uma estrada com algum tráfego pesado que circula, sobretudo, em direção à Guarda. E é claro que estes acidentes vão sucedendo”, verifica Emídio Camacho. 

Trancoso: Homem desaparecido foi encontrado sem vida

Um homem desaparecido em Trancoso foi, ontem, encontrado sem vida numa linha de água próxima da sua residência.


Fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda disse à agência Lusa que o corpo do homem, que estava desaparecido pelo menos desde quinta-feira, 11 de junho (dia em que foi dado o alerta), foi encontrado parcialmente submerso numa linha de água próxima da sua residência, em Pisão, freguesia de Moreira de Rei, no concelho de Trancoso.

O homem, de 64 anos de idade, vivia só e o seu desaparecimento terá sido detetado por funcionários de um lar que lhe forneciam a alimentação, e o comunicaram a um familiar, que alertou as autoridades na quinta-feira, referiu a mesma fonte.

Os bombeiros e GNR de Trancoso, apoiados por populares, encontraram a vítima ontem, pelas 16:00, depois de no sábado, durante todo o dia, e no domingo, desde o início da manhã, terem desenvolvido diversas operações de busca, essencialmente na área da sua residência.

Tábua: Homem morreu ao cair a um poço com o trator que conduzia

Um homem de 37 anos morreu no sábado, em Midões, concelho de Tábua, ao cair a um poço com o trator que conduzia.


Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra disse à agência Lusa que o homem e o trator caíram num poço em circunstancias ainda apurar. O homem a residir no concelho de Arganil estaria a a realizar trabalhos de limpeza florestal.

De acordo com a mesma fonte o alerta para o acidente foi dado às 10h14, tendo a vítima sido retirada do interior do poço “já sem vida”.

Para o local foram mobilizados meios das corporações de bombeiros voluntários de Vila Nova de Oliveirinha e de Tábua, da GNR e do Instituto Nacional de Emergência Médica.

Temperaturas vão começar a subir

As temperaturas vão subir gradualmente a partir desta segunda-feira, prevendo-se que no final da semana estejam acima dos 30 graus Celsius, disse hoje à Lusa a meteorologista Paula Leitão, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

 

"As temperaturas deverão subir hoje dois a três graus e amanhã [terça-feira] entre três e cinco graus. A tendência, ao longo da semana, será de subida, e no final da semana teremos temperaturas acima dos 30 graus em grande parte do território e no litoral norte", adiantou a meteorologista.

De acordo com Paula Leitão, ainda existem hoje condições para ocorrerem aguaceiros nas regiões do interior de Trás-os-Montes, Beira Alta e Alto Alentejo.

"Os aguaceiros serão dispersos e pouco frequentes, mas com algum significado. Na região do litoral estamos a prever céu pouco nublado ou limpo e a temperatura já começa a subir, principalmente nas regiões do interior. Para hoje estamos a prever temperaturas acima dos 20 graus em todo o território", salientou.

A meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) lembrou que o fim de semana foi marcado pela chuva e as temperaturas estiveram abaixo dos 20 graus.

"Para amanhã [terça-feira] prevê-se céu pouco nublado ou limpo em todo o território e a temperatura vai subir novamente. Em Lisboa prevê-se 24 graus, em Braga 27 graus e em Beja 31 graus", disse.